Desde o último domingo, alguns moradores da Rua Santos Dumont, no bairro Santa Terezinha aqui em Brusque, convivem com cinzas que estão se misturando ao ar, proveniente de algum material queimado em área próxima, até então desconhecida a origem. O tempo seco em combinação com o vento nordeste que sopra de forma constante na nossa região, ajuda a propagar este tipo de fuligem.

O resultado disso pode ser verificado nos telhados das casas, plantas bem como sobre os carros estacionados junto à rua.

Um morador que pediu para não ser identificado diz estar estranhando esta situação: “Já se vão 5 dias que temos que conviver com esta chuva de cinzas e quando chego do trabalho no final do dia, percebo que as plantas e flores do meu jardim estão cheias de sujeira além deste material entrar no interior da casa pelas frestas das janelas”, explica ele.

Algumas fotos me foram enviadas agora à noite. A impressão que passa é de ser proveniente de queima de papel. Uma situação no mínimo estranha!

Desde o último domingo, alguns moradores da Rua Santos Dumont, no bairro Santa Terezinha aqui em Brusque, convivem com cinzas que estão se misturando ao ar, proveniente de algum material
Conteúdo exclusivo para assinantes

Para ler todas as notícias, assine agora!

Oferta especial para você ficar
bem informado SEM LIMITES

Menos de

R$ 0,35
ao dia
R$ 9,90 ao mês