*Abrindo esta edição mostrando um pouco da vida desse botuveraense apresentada no vídeo.

A vida é o dom mais precioso que o ser humano pode ter e comemorar essa dádiva é uma vitória a cada ano. Chegar à terceira idade com saúde e lucidez é um grande desejo de todos.

A propósito, esta quinta-feira, 26, vem ser uma data muito especial na vida do botuveraense, Domingo José Tamasia. Ele está completando 103 anos de idade esbanjando saúde, lucidez e bom humor.

Sempre bem vestido, o Sr. Tamasia irradia simpatia e bom humor/Arquivo: Ciro Groh

Nascido em 26 de maio de 1919 no bairro Lageado Baixo, de Botuverá, que na época ainda pertencia ao município de Brusque, ele reside atualmente em Massaranduba, bem próximo à divisa com Blumenau.

Tamasia faz parte de uma numerosa família de 12 irmãos e sempre que pode vem à cidade brusquense visitar quatro deles que ainda possui: Oscar (83), Sofia (85), Carolina (89), e Luiz (94).

A fé em Deus

Seus pais, José e Paula Tamasia/Arquivo: família Tamasia

Indagado sobre sua fé em Deus, o aniversariante diz que reza de quatro a cinco terços por dia e procura não faltar à missa nos finais de semana: “a minha fé em Deus é um dom precioso que quero levar comigo até meu último suspiro de vida”, comenta.

Viúvo por três vezes, não pretende mais casar, por opção: “não quero mais levar nenhuma mulher para o altar. Depois de três esposas falecidas, pra que vou querer casar de novo? Estou bem assim”, explica de uma forma bem humorada.

Vida com saúde e lucidez

brusque
Com sua sobrinha, Berta Teresinha Mafra/Arquivo: Ciro Groh

Sua saúde plena ainda lhe permite ser independente em suas atividades diárias. Muito vaidoso, sempre procura pelas melhores roupas. Tamasia praticamente não faz uso de remédios.

“Meu tio tem uma saúde de ferro. Vai ao médico apenas para fazer exames de rotina e remédio só toma quando aparece algum resfriado”, comenta a sobrinha, Berta Teresinha Mafra, que hospeda o idoso enquanto de sua permanência por Brusque.

Tempos antigos

No casamento com sua segunda esposa, Hildegart Hodecker Tamasia

Tamasia foi enfático a relatar à coluna do Blog do Ciro Groh, os sofríveis tempos antigos. “Hoje tá bom pra se viver. Passar o que eu passei nos meus tempos de infância e juventude, duvido que algum jovem em 2022 suportaria”, diz.

“Já trabalhei muito na roça e hoje há apenas a minha horta em volta da casa e lá tenho de tudo. Cultivo cebola, feijão-de-vara, raiz-forte, batata-doce além de algumas frutas. Só não planto mais porque não me deixam”, relata.

Descendência

Foto registrada no casamento com sua terceira esposa, Bernardina Tamasia  (casal ao centro)

Os 12 filhos que o Sr. Tamasia teve com as três esposas, já falecidas, lhe trouxeram 31 netos, que a partir de então, expandiram sua descendência para 49 bisnetos e seis tataranetos.

Vamos finalizar destacando uma frase dita pelo ilustre aniversariante desta quinta-feira: “ame, respeite e admire os idosos, pois se você tiver sorte, mas muita sorte mesmo, um dia poderá ser um”.

Foto do aniversário de 100 anos do Sr. Tamasia/Arquivo: família Tamasia
brusque
Arquivo: Ciro Groh

Oferecimento:


• Ajude a manter as estações meteorológicas de Ciro Groh contribuindo com qualquer valor via Pix, através da chave: cirogroh@yahoo.com.br

Receba diretamente no seu WhatsApp os conteúdos do Blog do Ciro Groh.
Basta adicionar o número (47) 9 9151-7115 na sua lista de contatos e enviar uma mensagem com OK