Conteúdo exclusivo para assinantes
Página 3

Bastidores da política e do Judiciário, opiniões sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro público

Clima esquenta em reunião após prefeito dizer que “Saúde era gerida por cozinheira”

Página 3

Bastidores da política e do Judiciário, opiniões sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro público

Clima esquenta em reunião após prefeito dizer que “Saúde era gerida por cozinheira”

Página 3

Clima tenso
O clima esquentou durante reunião do Fórum Sindical de Brusque e membros da prefeitura, realizada na semana passada. Isso aconteceu, segundo relato divulgado pela assessoria de imprensa do Fórum Sindical, porque o prefeito Jonas Paegle, no início da reunião, disse que a saúde de Brusque enfrentava problemas “por ter sido gerida anos atrás por uma cozinheira que deixou tudo bagunçado, além de ter invadido o Hospital Azambuja”. Cercado por sindicalistas, ele não ficou sem resposta. Paegle se referia à ex-secretária de Saúde, Cida Belli.

Resposta
Marli Leandro, ex-vereadora e líder do governo Paulo Eccel (PT), rebateu. “Primeiro, que quem esteve à frente da saúde não era uma cozinheira e fez um bom trabalho. Sabemos muito bem de quem o senhor fala e que é do governo Paulo Eccel. Não estamos aqui para falar do governo Paulo Eccel. E se não fosse a invasão no hospital de Azambuja sabemos o que teria acontecido”, respondeu ela.


CPI do processo seletivo
Na tarde desta segunda-feira, 4, os membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga suposta burla ao processo seletivo do Samae, se reuniram rapidamente. Na ocasião, eles avaliaram dois ofícios, de autoria de Luciano Camargo, denunciante e técnico laboratorista do Samae, e de Márcio Cardoso, diretor de ETA da autarquia. Em ambos os casos é solicitada a anulação de perguntas feitas pelo vereador Deivis da Silva (PMDB) ao diretor-presidente da autarquia, Roberto Bolognini, que é uma das testemunhas no processo.

Quinta categoria
O primeiro ofício alega que Deivis atribuiu a Cardoso a afirmação de que o Samae seria uma entidade de “quinta categoria”. O segundo diz que o vereador, ao questionar Bolognini, teria dito que Camargo declarou que o Samae estaria distribuindo água sanitária à população. Na justificativa ao pedido de anulação das perguntas, Camargo e Cardoso declaram que suas afirmações foram tiradas de contexto pelo vereador. Deivis, por sua vez, solicitou que a assessoria da casa reveja os vídeos dos dois depoimentos para que, só então, as solicitações dos ofícios sejam ou não atendidas.

Prorrogação
Além dos ofícios, o presidente da CPI, Marcos Deichmann, comunicou o pedido de prorrogação dos trabalhos para 120 dias. O requerimento será apresentado na sessão desta terça-feira, 5, da Câmara de Vereadores. O motivo da prorrogação é que algumas informações solicitadas para o andamento do processo ainda não foram repassadas à comissão. A CPI volta a se reunir no dia 19 de fevereiro de 2018.


Emenda parlamentar
O presidente do PPS de Brusque, André Rezini, informou que a deputada federal Carmen Zanotto, presidente estadual do partido, destinará emenda parlamentar no valor de R$ 200 mil para o Fundo Municipal de Saúde de Brusque. Segundo Rezini, esse valor já esta cadastrado junto ao governo federal e em breve deve ser liberado efetivamente. Diz, também, que o município poderá utilizar uma parte do valor, se quiser, para repassar aos hospitais da cidade.


Doação definitiva
A Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Brusque e a Rede Feminina de Combate ao Câncer assinaram na segunda-feira, 4, o termo de doação do mamógrafo destinado à instituição. O aparelho, que está atualmente no Hospital Azambuja, passa a ser definitivamente de posse da entidade. Agora, segundo o secretário da ADR, Ewaldo Ristow Filho, o mamógrafo deixa de ser patrimônio do governo do estado e passa totalmente para as mãos da Rede Feminina.


Desincompatibilização
Quem pretende concorrer nas eleições de 2018 e já é ocupante de algum cargo ou função pública deve ficar atento aos prazos de desincompatibilização de seus respectivos cargos ou funções. O Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC) elaborou uma coletânea para orientar quanto aos prazos de desincompatibilização ou afastamento a serem observados de acordo com a ocupação de cada interessado em concorrer ao próximo pleito.

Afastamento
A desincompatibilização é o abandono definitivo do cargo ou o afastamento temporário do cargo ou da função, mediante renúncia, exoneração ou licenciamento. Quanto ao recebimento ou não da remuneração dos servidores efetivos dentro do prazo obrigatório da desincompatibilização, o TRE-SC ressalta que estes têm direito a receber seus salários, como se trabalhando estivessem. Já os servidores comissionados, de livre nomeação e exoneração, não fazem jus à remuneração por ocasião de seu desligamento.


Rua interditada
Os trabalhos de pavimentação da rua Pedro Keller, no bairro Guabiruba Sul, irão iniciar nesta terça-feira, 5, após terem sido instaladas as galerias de concreto e realizadas as melhorias na infraestrutura. Assim, a via ficará interditada para o tráfego de veículos, sendo permitido apenas o acesso local. A Pedro Keller une os bairros Guabiruba Sul e Aymoré e é bastante utilizada, inclusive por veículos de carga. A previsão é que fique interrompido até o dia 20 de dezembro.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio