Colisão mata três e fere quatro pessoas em Dom Joaquim

Entre os que morreram está uma criança de 2 anos e 10 meses

Colisão mata três e fere quatro pessoas em Dom Joaquim

Entre os que morreram está uma criança de 2 anos e 10 meses


Cinco pessoas ficaram feridas e uma morreu no hospital – Crédito: Aline Wernke

Uma colisão frontal envolvendo dois carros resultou na morte de três pessoas e no ferimento de mais quatro, na tarde de sábado, 5 de maio, na rua Botuverá, no bairro Dom Joaquim, no trecho da rodovia SC-486.

O acidente aconteceu em frente à empresa Benetex por volta das 16h30 e morreram na hora, o inspetor da Polícia Rodoviária Federal, Evando Marcos Battisti Archer, 45 anos e Wanderlei Araldi, 34 anos. Já durante a madrugada, a menina Thuany Cuchi Pedrini, 2 anos e 10 meses, não resistiu aos ferimentos e morreu no Hospital Azambuja.


No gol
De acordo com a PRF, Archer e Araldi seguiam no VW/Gol, placas MEF 3568 de Brusque, sendo que o condutor do veículo era Wanderlei e o inspetor Evando, era carona. Segundo o Corpo de Bombeiros a morte de ambos se deu por fratura no pescoço. 

Também foi informado que Archer atuava como chefe do Posto da Polícia Rodoviária Federal de Blumenau e estava na corporação desde 1994.

No carro também estavam Gilson Martins, 40 anos e Alisson Paoli, 23 anos, que apresentaram fraturas pelo corpo e foram encaminhadas para o Hospital Azambuja. Mas não estavam em estado grave.

Neste domingo, 7 de maio, foi repassado a reportagem do Jornal Município Dia a Dia, que os dois permaneciam internados.

Outro carro
No Ford/Fiesta, placas MIY 2263, de Botuverá, estava na condução do veículo, Ticiane Cuchi Pedrini, 28 anos, Maria Salete Cuchi, 52 anos e a criança.

De acordo com o CB, minutos após o acidente, o estado de Ticiane não era grave e ela estava consciente. Já Salete, que é mãe da condutora, apresentava suspeita de fratura na bacia e ferimentos da cabeça. 

Sobre a criança, que é filha de Ticiane, a informação repassada é que ela apresentava ferimentos na cabeça, teve momentos em que desmaiou e no Hospital Azambuja foi encaminhada para cirurgia. 

Durante a madrugada, por volta das 1h30, a menina não conseguiu mais lutar pela vida e morreu no hospital. A mãe, Ticiane e a avó, Salete, receberam alta para poderem ir ao velório da criança.

O pai da criança e marido de Ticiane, Adelson Pedrini, 32 anos, conversou com o MDD na noite de sábado e disse que o acidente aconteceu quando a mulher dirigia no sentido Brusque x Botuverá. Ele afirmou que a filha era transportada na cadeirinha.

Velório
Segundo informações da Central Funerária, Archer e Araldi estão sendo velados na Capela Mortuária do Centro. O sepultamento está previsto acontecer às 16 horas, no Parque da Saudade.

O policial Archer residia no bairro Primeiro de Maio e Araldi, no Souza Cruz.

Já o velório da menina está acontecendo na Capela Mortuária de Botuverá. O seputalmento acontecerá também às 16 horas, no Ceminitério Municipal da cidade. Pois a familía da criança reside no Centro de Botuverá.

* Texto atualizado às 11:44 de domingo, 6 de maio
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio