Desde a infância, Ivan Luiz Tridapalli, o Vava, 57 anos, sempre sonhou alto. Ainda criança, montou um pequeno escritório com uma mesinha de madeira na casa dos pais, onde realizava suas tarefas da escola e vislumbrava um futuro de sucesso.

Os anos passaram e, em 1993, Vava começou a ver o sonho de ter sua própria empresa se realizar.

Ao lado de mais seis sócios: Anselmo Boos, Nelson Tridapalli, Adalberto Reichert, Vilson Becker, Rogério Tridapalli e Reinaldo José Tridapalli, comprou a antiga Cooperativa do Vale do Itajaí (Coopervale), que atuava também em Guabiruba e, com muita dificuldade, criou o Supermercados Carol.

Ivan Luiz Tridapalli é um dos sete sócios-fundadores da rede Carol | Foto: Bárbara Sales

“Começamos no pequeno prédio ao lado do hospital, que ainda existe. Tínhamos mais sócios que colaboradores. No início, não se tinha dinheiro nem para comprar uma calculadora. Tivemos que começar com uma calculadora emprestada de um sócio”, conta.

Com o passar dos anos, o mini mercado Carol foi crescendo. Em 1995, o primeiro passo importante foi a abertura da primeira filial, no bairro Rio Branco, em Brusque. No mesmo ano, também foi adquirido um terreno maior, ao lado da igreja, para construir um mercado mais amplo, já que as instalações atuais não atendiam mais às necessidades.

Na época, a iniciativa do grupo causou espanto na pequena população guabirubense. “Para a época, a loja era grande. Hoje já está pequena. Fomos chamados de loucos por construir uma loja desse tamanho aqui”, lembra.

A aproximação com os clientes visando a fidelização sempre foi o foco dos empresários. Com o sucesso do mercado no Centro de Guabiruba, os empresários viram a oportunidade de crescer se consolidando como um mercado de bairro.

Hoje, além da loja do Centro de Guabiruba, a rede conta com mais sete empreendimentos no setor varejista em quatro cidades da região: Brusque, Blumenau, Nova Trento e Gaspar.

“Quando resolvemos expandir, tínhamos dois caminhos: fazer uma loja no Centro de Brusque e concorrer com os gigantes ou traçar outra estratégia. Pelo fato de começarmos em Guabiruba quando tinha 10 mil habitantes, menor que um bairro de Brusque, decidimos ir para os bairros e deu certo. Vamos continuar seguindo essa estratégia. Há muita oportunidade de crescimento nos bairros de Brusque, Blumenau, Itajaí”, diz.

Além dos oito supermercados, a rede Carol ampliou seu leque de atuação há cerca de 12 anos, com a aquisição de dois postos de combustíveis no município, uma loja de presentes, uma indústria de panificação e confeitaria e um centro de distribuição com atacado, que atende mercadinhos e mercearias da região. Toda a rede conta hoje com quase 500 colaboradores e tudo é administrado da matriz, em Guabiruba.

Transição e equipe qualificada
Nesses 25 anos, os sete sócios continuam unidos, entretanto, a rede já inicia a fase de transição dos negócios para a segunda geração. Alguns dos sócios-fundadores pretendem se aposentar e os filhos já assumiram papéis de destaque na rede.

“Diria que 70% já é a segunda geração que está tocando. Há sete anos, era uma cabeça pensante só, hoje os filhos estão distribuídos cada um com um setor. Damos liberdade para eles agirem. Não podem ter medo de errar porque quem tem medo não consegue acertar. Sabemos que a sequência está bem encaminhada”, avalia.

Para Vava, grande parte do sucesso da rede Carol está na dedicação dos colaboradores. “Cabe ao empreendedor vislumbrar detalhes e tem que ter a capacidade de ter gente junto com ele para fazer acontecer aquele detalhe. Hoje, o sucesso do Carol não está nos sócios, mas no conjunto de pessoas que fazem acontecer. Todo empreendimento que tem isso o sucesso acontece com mais facilidade”.

Com a equipe no mesmo ritmo, o plano da rede é expandir ainda mais nos próximos anos. Vava destaca que já há um projeto de, pelo menos, mais quatro lojas no mesmo perfil das demais. “Sempre vai ter oportunidade, as cidades não param de crescer e crescem para os bairros, a população vai se espalhando, e nisso, tem que ter mercado, bar, igreja”.

O empresário afirma, por fim, que deve muito à população de Guabiruba que, desde o início, sempre deu preferência aos Supermercados Carol – nome que é uma homenagem à sua filha, Ana Carolina, já falecida. “A preferência que o povo de Guabiruba nos deu foi o grande impulso para o início do nosso negócio”, finaliza.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980