Com gol no fim, Brusque vence Marcílio Dias e fica a um ponto do G-4 do Catarinense

Gol de Everton Dias aos 46 do segundo tempo reduziu diferença para o próprio Marcílio, atual quarto colocado

Com gol no fim, Brusque vence Marcílio Dias e fica a um ponto do G-4 do Catarinense

Gol de Everton Dias aos 46 do segundo tempo reduziu diferença para o próprio Marcílio, atual quarto colocado

Valeu a paciência e a esperança da torcida brusquense no estádio Augusto Bauer. Foi com um gol aos 46 do segundo tempo que o Brusque derrotou o Marcílio Dias e encostou no G-4 do Campeonato Catarinense. Com a vitória por 1 a 0, o time agora tem 19 pontos, apenas um a menos do que o Marcílio, que tem 20. O resultado colocou água no chope do Marinheiro, que completou 100 anos neste domingo, 17.

A partida foi intensa, repleta de faltas e também de falhas. O nervosismo em campo fez o Brusque fazer um primeiro tempo ruim. Contudo, com alterações de Marcelo Caranhato, o quadricolor evoluiu bastante, e perseguiu seu gol da vitória até o fim, sendo presenteado com o gol de Everton Dias.

O confronto foi realizado na noite deste sábado, 16. O próximo jogo será contra o Criciúma, também no Augusto Bauer.

Clássico quente
Entre Brusque e Marcílio Dias, não se pode esperar nada mais do que uma partida de muita intensidade. Ainda no primeiro tempo, três cartões foram distribuídos pelo árbitro Rodrigo d’Alonso Ferreira. Faltas duras, reclamações e shows das torcidas não faltaram nos primeiros 45 minutos. Apesar de estarem em menor número, os torcedores do rubro-anil gritaram muito, incentivando a equipe que vive boa fase no estadual.

Dentro de campo, o Bruscão teve poucas chances e perdeu também na posse de bola. Os passes errados, marca desta equipe desde o início do campeonato, continuaram irritando a torcida. Com a transição muito lenta entre a defesa e o ataque, a bola frequentemente era roubada pelo Brusque, mas a partir daí não se sabia o que fazer. O time dependeu de alguns lampejos de Jefferson Renan, que jogou bem, mas foi muito marcado e não conseguiu produzir muito.

As melhores chances foram do Marinheiro. Aos 26 minutos, a única grande defesa da primeira etapa: Jean Dias, ex-Brusque, aplicou um lindo chute na cobrança de falta direta, que obrigou Paulo Sérgio a fazer grande defesa. Tom não precisou trabalhar no primeiro tempo, já que o Brusque não soube criar para chegar ao ataque.

Outra chance que arrancou suspiros da torcida foi aos 37. A bola foi sendo tocada de pé em pé, sem ninguém tirar, até que chegou em Juninho Tardelli na entrada da área. Ele cruzou para a boca da área, mas ninguém completou, passando muito perto da meta. O primeiro tempo encerrou e, da arquibancada quadricolor, ouviu-se um misto de vaias e aplausos.
O meia Gustavo e o atacante Hélio Paraíba não foram bem, e por isso foram substituídos ainda no intervalo de partida.

Emoção até o fim
Um grupo de guerreiros não desiste nunca, e luta até a última gota de suor do último soldado presente em batalha. Foi assim que o time do Brusque conseguiu o gol da vitória. A verdade é que as mudanças de Caranhato surtiram efeito imediato. Clebinho e Isac conseguiram dar mais dinâmica para a partida e com isso o jogo começou com muita pressão do Brusque.

Já aos 5 minutos, Tom fez sua primeira defesa difícil na cobrança direta de falta de Airton, mandando pra fora. Já aos 43, Isac teve grande chance. Ele dominou bola na pequena área no escanteio, girou chutou, mas mandou pra fora. O Marcílio também teve boas chances de ataque, mas desperdiçou pela inoperância do ataque.

Mas estava reservado para os acréscimos o gol da vitória. Com paciência e determinação, o time foi trocando passes até que a bola chegou pela esquerda, e o cruzamento veio caprichado. Em seu segundo jogo com a camisa do Bruscão, Everton Dias chegou cabeceando e colocando ela na meta, para delírio da torcida quadricolor.

Aí foi só aguardar o apito final para frustrar a festa do centenário do Marcílio Dias.

Ficha técnica

Brusque

Paulo Sérgio
Edilson
Cleyton
Neguete
Airton
Ruan
Everton Dias
Gustavo (Clebinho)
Maranhão (Vicente)
Jefferson Renan
Hélio Paraíba (Isac)

Téc. Marcelo Caranhato
Marcílio Dias

Tom
Luiz Renan
Wallace
Magrão
Paulinho
Braga (Giba)
Jonathas
Juninho Tardelli
Jean Dias (Lauder)
Anderson Ligeiro
Roni (Douglas)

Téc. Waguinho Dias

Data: 16/03/2019
Hora: 18h
Local: Estádio Augusto Bauer, em Brusque
Árbitro: Rodrigo d’Alonso Ferreira
Assistentes: Johnny Barros de Oliveira e Fabiano Coelho da Silva
Gols: BRU – Everton Dias (46 min, 2º T)
Cartões amarelos: BRU – Edilson, Airton e Isac; MAR – Luiz Renan e Giba
Público: 2.004
Renda: R$ 26.220

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio