Com venda do HSBC para o Bradesco, agências devem ser fundidas

Sindicato dos Bancários de Brusque afirma que a tendência é realocar uma das agências para algum bairro

Com venda do HSBC para o Bradesco, agências devem ser fundidas

Sindicato dos Bancários de Brusque afirma que a tendência é realocar uma das agências para algum bairro

No início da semana, o Bradesco anunciou a compra do HSBC por R$ 17,6 bilhões. A principal preocupação dos funcionários do banco inglês é a possibilidade de uma demissão em massa após a conclusão do trâmite.

O presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Brusque, Mário Dada, afirma que a Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Empresas de Crédito (Contec) solicitou uma reunião com a diretoria de recursos humanos do Bradesco para tratar sobre a questão das demissões. “O que se está negociando é um suspense. Ainda não sabemos o que pode acontecer”, diz.

Na região, o Bradesco tem aproximadamente 90 funcionários, já o HSBC tem em torno de 25. Apenas Brusque, Guabiruba e Tijucas contam com agências do banco inglês. Dada afirma que, por enquanto, é impossível saber se as agências do HSBC na região serão fechadas. “É uma incógnita. Acreditamos que o que pode acontecer é uma fusão entre os dois bancos”.

Se as duas agências forem fundidas, o presidente do sindicato explica que a tendência é realocar uma agência para algum bairro, como aconteceu com o Santander e o Banco do Brasil. “Quando o Santander comprou o Banco Real, levou uma agência para o bairro Santa Terezinha, mesmo caso do Banco do Brasil e do Besc. Vamos trabalhar para que a agência do HSBC permaneça ou vá para algum bairro”.

Dada lembra ainda que o banco Bradesco é um dos mais movimentados de Brusque e, se toda a demanda do HSBC for redirecionada para o mesmo local, trará prejuízo para a população. “O que não pode é jogar todo mundo pra dentro do mesmo banco. Se a população se sentir prejudicada com grandes filas ou problemas de atendimento pode recorrer à ouvidoria do Banco Central ou até mesmo ao Procon para cobrar seus direitos”.

Para o sindicalista, a compra do HSBC representa um monopólio do sistema financeiro brasileiro. “80% dos atendimentos estão nas mãos de cinco bancos. Os grandes grupos estão engolindo os menores, não que o HSBC seja pequeno, mas ele não se adaptou ao modelo brasileiro”.
De acordo com ele, as mudanças nos dois bancos devem levar em média um ano para afetar os consumidores.

Número de trabalhadores na região

Bradesco | HSBC
Brusque – 60 | 13
Guabiruba 4 | 5
Nova Trento 4 | 0
São João Batista 6 | 0
Tijucas 10 | 6

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio