Concorrência estimula queda nos preços da gasolina em Brusque

Valor do combustível caiu cerca de R$ 0,10 no município, em apenas uma semana

Concorrência estimula queda nos preços da gasolina em Brusque

Valor do combustível caiu cerca de R$ 0,10 no município, em apenas uma semana

Em uma semana, os postos de combustíveis de Brusque baixaram em aproximadamente R$0,10 o preço da gasolina. O principal motivo alegado foi a chegada de um novo concorrente, que trouxe um valor muito abaixo do que vinha sendo cobrado.

Na terça-feira, 3, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgou uma pesquisa em que o preço médio da gasolina era de R$ 3,54, sendo agora de R$ 3,44. O gerente do Posto Bissoni, em Dom Joaquim, Adilson Merízio, revela que com a chegada do concorrente, ficou obrigado a reformular seu valor, pois ficou sem vender o combustível. “Tivemos que negociar com a companhia para eles bancar um parte e a gente outra, para conseguirmos chegar a esse valor. Mas não temos como baixar mais do que isso, porque será somente prejuízo”, explica.

O sócio-proprietário do Auto Posto S A Ulber, no São Luiz, Luciano Scalvim, ressalta que sempre buscam trabalhar com uma margem de lucro, porém agora precisaram baixar além da média prevista. “É uma concorrência desleal, pois comercializam um produto genérico, de bandeira branca, ou seja, a gente não sabe a procedência do combustível, e quem acaba prejudicado são os outros estabelecimentos”, lamenta.

Scalvim salienta que geralmente o preço da gasolina baixa quando o etanol tem uma queda. “Mas dessa vez não foi o que aconteceu. Mas vamos ver até onde vai, porque mais do que isso não conseguimos baixar, pois assim já não estamos tendo o lucro desejado”, diz. Em seu estabelecimento, a companhia também entrou com uma parcela de ajuda para que pudessem chegar a um valor mais próximo ao da concorrência.

O gerente Luiz Carlos Kamers, do Auto Posto Santa Terezinha, afirma que a redução no valor do combustível foi para se equiparar aos outros postos do município. “Infelizmente, se a gente não acompanhar a concorrência, não vende. E era o que estava acontecendo. Começamos o mês parado, agora que deu uma melhorada”. Ele diz que com a queda no preço, houve uma maior procura pela gasolina.

De acordo com os gerentes dos autopostos não há uma previsão para uma nova alteração no valor do combustível. Geralmente a mudança é instável e ocorre de um dia para o outro. O jornal Município Dia a Dia entrou em contato com o novo posto de combustíveis Márcio, mas não localizou o gerente para explicar o motivo do baixo preço da gasolina.

20160511-7

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio