Concorrente brasileiro da Uber anuncia início das operações em Brusque

Aplicativo 99POP abriu cadastro para motoristas nas cidades do entorno de Itajaí

Concorrente brasileiro da Uber anuncia início das operações em Brusque

Aplicativo 99POP abriu cadastro para motoristas nas cidades do entorno de Itajaí

A 99, startup nacional de mobilidade urbana, anunciou, nesta semana, que irá operar em Itajaí a partir do início de 2018. Além de funcionar na cidade litorânea, o aplicativo também confirmou que habilitará motoristas para trabalhar em Brusque.

A startup anunciou a abertura de cadastro para motoristas na modalidade 99POP (carro particular) para Itajaí. A expectativa, segundo a empresa, é empregar cerca de 2 mil condutores na região de atuação, que abrange também Bombinhas, Balneário Camboriú, Blumenau, Ilhota, Itapema e Navegantes.

“Estamos felizes por trazer a Itajaí e região essa nova tecnologia que amplia o acesso da população ao transporte individual rápido, seguro, confortável e com o melhor preço entre os carros particulares”, diz Marcel Bely, gerente regional de relações públicas da 99.

Interessados em se cadastrar para trabalhar como motorista do 99 devem fazer a inscrição no aplicativo e ter na sua CNH o EAR (Exerce Atividade Remunerada). Também deve ter um carro com data de fabricação a partir de 2008, com ar-condicionado e quatro portas.

A startup não anunciou a data de início da operação na região de Itajaí ainda, por isso não há condutores disponíveis para serem chamados. No entanto, assim como outros aplicativos, os motoristas de Blumenau e Joinville, por exemplo, podem se locomover para outros municípios, como Brusque.

Primeiro motorista
Ainda que o aplicativo não esteja operando oficialmente na região de Brusque, já há, pelo menos, um motorista transportando pela 99. Fabio Marinho trabalha tanto com este app quanto com o Uber.

Ele começou a trabalhar com o 99 no mês passado. Para isso, cadastrou-se como motorista da 99 de Florianópolis.

Ele conta que o app ainda é pouco conhecido na região de Brusque, por isso o número de corridas é baixo – em torno de três ou quatro por semana. O Uber corresponde à maior parte das corridas, com o qual ele trabalhar há um ano.

Mas a expectativa do motorista autônomo é que o app torne-se mais popular e ganhe adeptos. “O 99 é muito forte em São Paulo”, afirma Marinho.

O motorista autônomo diz que o aplicativo lhe permite flexibilidade de horários para poder cuidar da filha. Ele consegue tirar o dinheiro suficiente para pagar o aluguel e viver somente trabalhando com os aplicativos.

Marinho diz que é mais vantajoso trabalhar de forma autônoma com os aplicativos do que em empresas com salários fixo. Ele cita que a 99 é mais vantajosa porque o desconto é menor.

A startup faz questão de divulgar que desconta 19,99% do valor da corrida, enquanto que as concorrentes costumam cobrar 25%.

Mercado de SC
A modalidade 99POP – de carros particulares – concorre com a americana Uber. A startup mirou em Santa Catarina neste ano. Após chegar a Florianópolis e Joinville, anunciou a operação em Itajaí e Blumenau.

O aplicativo também atua em grandes cidades – como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba e Salvador. A startup afirma possuir 300 mil motoristas.

Prefeitura ainda não regulamentou aplicativos

O município já tem um projeto de lei para a regulamentação do transporte individual de passageiros. O documento foi enviado pela Secretaria de Trânsito e Mobilidade (Setram) ao Executivo, que deve pautá-lo quando achar necessário.

Segundo o secretário de Trânsito e Mobilidade, Alonso Torres, a prefeitura está parada aguardando que o Congresso Nacional vote lei federal para regulamentar o uso de apps de transportes.

“Em Brusque, os aplicativos estão definitivamente proibidos”, afirma Torres. A pasta informa que se um fiscal ou a Guarda de Trânsito flagrar alguém transportando irregularmente, o motorista será multado.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio