Página 3

Bastidores da política e do judiciário, opiniões e críticas sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro dos impostos pagos pelo cidadão

Concurso público da Prefeitura de Botuverá é suspenso por tempo indeterminado

Página 3

Bastidores da política e do judiciário, opiniões e críticas sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro dos impostos pagos pelo cidadão

Concurso público da Prefeitura de Botuverá é suspenso por tempo indeterminado

Página 3

Concurso suspenso
A Prefeitura de Botuverá informou que está suspenso, por tempo indeterminado, o concurso público para preenchimento de vagas no município, cujas provas seriam aplicadas neste domingo, 13. O certame seleciona profissionais de diversas áreas, com 23 vagas para 19 cargos, e salários entre R$ 1.617,07 e R$ 10.888,95.

Recomendação
A suspensão acata recomendação do Ministério Público, o qual suspeita da capacidade da empresa contratada para elaborar as provas. Não há, ainda, uma nova data estipulada para a realização das provas, já que o MP e a prefeitura não concordam quanto à falta de capacidade da empresa contratada. A sugestão do MP é de que a prefeitura faça uma nova licitação para escolha da empresa, mas o município ainda não decidiu sobre isso.


Nepotismo cruzado
Em artigo divulgado nesta segunda-feira, 7, o diretor-executivo do Observatório Social de Brusque (OSBr), Evandro Gevaerd, trata do projeto de lei que veda o nepotismo cruzado em Brusque, tema este que será debatido na próxima segunda-feira, 14, em audiência pública. Ele convida a população a participar deste encontro, que será realizado às 18 horas, no plenário da Câmara.

Nomeações da prefeitura
Segundo Evandro, maioria das pessoas que defendem o nepotismo argumentam que o prefeito tem a liberdade de escolher quem ele quer para compor sua equipe de trabalho. Entretanto, para o OSBr, 90% das pessoas que ocupam cargos comissionados não são conhecidas do prefeito, ou pelo menos ele não os conhecia até serem nomeados, já que a maioria desses cargos foram indicados por partidos políticos e vereadores.

Parcialidade
“O fato de parlamentares indicarem familiares seus para trabalhar no serviço público garante ao Executivo uma parcialidade sem limites, que permite ao prefeito aprovar os projetos de seu interesse na Câmara, de forma a prejudicar o debate e a preocupação com o bem comum”, afirma Evandro. “Por isso, é fundamental que seja aprovado o projeto de lei sobre nepotismo cruzado, que tramita no Legislativo brusquense, a fim de coibir esse tipo de prática no nosso município”.


Candidatura do PDT
Elpídio Cruz, presidente do PDT de Brusque, encaminha manifestação a respeito da visão da sigla sobre a eventual candidatura do ex-ministro Ciro Gomes à Presidência da República. O jornal O Município não conseguiu contato com ele antes da publicação de reportagem, na edição desta terça-feira, 8, relacionada aos prognósticos dos partidos locais para as eleições de 2018.

Opção aos descontentes
Na avaliação do presidente do PDT local, a candidatura de Ciro Gomes, que tem como proposta central a recuperação da economia nacional, é viável, pois sua biografia não contém envolvimento nos escândalos de corrupção, sobretudo a operação Lava Jato. “Ciro Gomes é uma opção aos descontentes com os rumos da política brasileira. Carrega experiência na gestão pública sem nunca ter respondido nenhum processo judicial. A candidatura do PDT busca representar o campo democrático e progressista do país, aglutinando diferentes setores”, diz.


Investigação indeferida
A 3ª Promotoria de Justiça indeferiu representação que questionava a doação de imóvel para a paróquia São Luis Gonzaga e para a empresa H2Óleo. Para o Ministério Público, essas doações podem vir a ser questionadas no futuro. No entanto, no momento elas não têm importância jurídica, visto que, por ora, existem apenas projetos de lei em tramitação.


Cesta básica
A cesta básica de Brusque subiu 0,74% em julho, em comparação ao mês anterior, segundo dados apurados pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). O preço dos itens básicos no município, que ficou em R$ 383,76. foi inflacionado sobretudo pelos reajuste de 50% aplicado ao preço do quilo do tomate, assim como reajuste de quase 10% no preço do feijão. No acumulado dos últimos 12 meses, a inflação dos alimentos em Brusque está em 7,94%.


Erramos
O Município informou, na semana passada, que um homem perdeu ação ajuizada contra o Hospital Azambuja, por atendimento por ele recebido em março de 2010, após acidente de trânsito. O homem alegou que, por negligência ou imperícia do médico, foi infectado por bactéria. No entanto, o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC) publicou sentença no qual negou o pedido de indenização. Na verdade, a sentença refere-se ao Hospital e Maternidade de Brusque, e o nome do Azambuja foi informado equivocadamente.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio