Conferência Municipal de Cultura debate sobre avanços no segmento

Evento aconteceu no auditório da Uniasselvi/Assevim com contribuições de várias áreas

Conferência Municipal de Cultura debate sobre avanços no segmento

Evento aconteceu no auditório da Uniasselvi/Assevim com contribuições de várias áreas

O público foi qualificado na realização da 4ª Conferência Municipal de Cultura, que aconteceu no sábado, 8 de junho, na Uniasselvi/Assevim, em Brusque. Artistas, pessoas da sociedade, entes governamentais, acadêmicos, pessoas das mais variadas formações contribuíram para incrementar o debate sobre cultura e desenvolver propostas com foco no tema “Uma política de estado para a cultura – desafios do Sistema Nacional de Cultura”, que fundamentava o evento.
 
A 4ª Conferência Municipal de Cultura é primeira etapa para a Conferência Nacional de Cultura e visa promover o debate, intercâmbio e compartilhamento de conhecimentos, linguagens e práticas, valorizando o fomento, a formação, a criação, a divulgação e preservação da diversidade das expressões e o pluralismo das opiniões. “São em momentos como este que podemos ter contato com a linguagem cultural que o Sistema Nacional de Cultura nos traz e analisar onde nossas políticas municipais se encaixam. A cultura perpassa nossa vida, a partir dela construímos nossa história, é preciso estar em constante avaliação dos rumos que ela toma”, considerou a superintendente da Fundação Cultural de Brusque, Eudez Pavesi.
 
O prefeito de Brusque, Paulo Eccel lembrou que nos próximos meses a cultura da cidade receberá um local fixo de referência, com a inauguração da Praça da Cidadania, que já está em fase de conclusão para sediar a Fundação Cultural e outros serviços relacionados às atividades artístico-culturais do município. “No meu ponto de vista, a cultura está viva e respirando em Brusque. Estamos contentes com o que estamos construindo, mas na conferência, juntos, temos a oportunidade de conferir o que há, apontar melhorias e desenvolver coisas novas”, complementou o prefeito.
 
A dinâmica organizada para realização das conferências municipais tem sido elogiada pelos participantes. O formato circular permite uma interação completa entre os debatedores e o público, qualificando as discussões. Após a leitura e aprovação do Regimento Interno da Conferência e da pauta, os convidados do dia foram chamados a compor a mesa de debate. Participaram o atual presidente da Federação Catarinense de Teatro, William Siebert, o historiador e membro do Conselho Nacional de Cultura, Silvestre Ferreira, o presidente da Fundação Cultural de Jaraguá do Sul, Leoni Silva e a presidente do Conselho Municipal de Cultura, Lieza Neves.
 
O professor, Silvestre Ferreira, reconheceu a iniciativa brusquense assim como os investimentos municipais em prol da cultura. “Brusque é uma cidade que evoluiu em cultura, está de parabéns. Nós precisamos avançar sempre e estes momentos de discussão são fundamentais”, declarou.
 
Eixos temáticos da 4ª Conferência Municipal de Cultura:
 
1 – Suplementação do Sistema Nacional de Cultura – debates sobre o impacto da Emenda Constitucional do SNC na organização da gestão cultural e na participação social nos três níveis de governo (União, Estados/Distrito Federal e Municípios)
 
2 – Produção simbólica e diversidade cultural – debate para o fortalecimento da produção artística e de bens simbólicos e da proteção e promoção da diversidade das expressões culturais
 
3 – Cidadania e direitos culturais – debate sobre a garantia do pleno exercício dos direitos culturais e consolidação da cidadania
 
4 – Cultura e desenvolvimento –  debate sobre economia criativa como uma estratégia de desenvolvimento sustentável



Fonte: Secretaria de Comunicação Social – Prefeitura de Brusque

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio