Conheça quais serviços estão incluídos no contrato da prefeitura com o Hospital Azambuja

Número de cirurgias eletivas foi aumentado e plantões estão mantidos

Conheça quais serviços estão incluídos no contrato da prefeitura com o Hospital Azambuja

Número de cirurgias eletivas foi aumentado e plantões estão mantidos

O novo contrato firmado entre a Prefeitura de Brusque e o Hospital Azambuja, no dia 7 deste mês, prevê a ampliação das cirurgias e de especialidades. O plano operativo, no qual constam as metas que devem ser atingidas, mostra, por exemplo, que a quantidade de cirurgias gerais subiu de 15 para 20 por mês.

A fila para diversas cirurgias é um dos principais gargalos da saúde pública da região. Por isso a prefeitura incluiu mais especialidades no novo contrato. O município se comprometeu a pagar um bônus de R$ 600 por procedimento realizado.

Quase todos os tipos de cirurgias foram aumentados. Otorrinolaringoscopia, que antes eram duas, passou para cinco mensais; ortopédica ambulatorial (retirada de fios e pinos) agora são 30 por mês, 360 anuais.

Veja também:
Carros híbridos ainda são pouco procurados em Brusque

Uma década atrás, Brusque enfrentou maior desastre ambiental do século 

Brusque empata com Hercílio Luz em casa pelo primeiro jogo da final da Copa SC

Há, também, algumas novidades no novo contrato, que são as operações pediátricas, dez por mês; vascular, cinco mensais; proctológica, três; e ortopédica, duas.

No total, de acordo com o plano operativo, serão mais de 130 cirurgias eletivas por mês. Antes, eram menos de 90, segundo a Secretaria de Saúde do município. O Hospital Azambuja receberá por esses serviços R$ 66,3 mil por mês, o que no ano totalizará R$ 795,8 mil.

Recursos próprios
A prefeitura também pagará com recursos próprios os plantões e sobreavisos de médicos especialistas. Plantão é quando o profissional fica na instituição a trabalho, enquanto que no sobreaviso ele está em casa, mas à disposição do hospital para quando for necessário.

A prefeitura pagará por plantões 24 horas em emergência e anestesia. Também serão repassados valores para plantões de ortopedia, cirurgia geral, pediatria e obstetrícia.

Os valores para cada especialidade variam. O que mais ganha por hora é o pediatra: R$ 116,60.

Em sobreavisos, a prefeitura repassará valores para que profissionais de neurologia, urologia, cardiologia, vascular, clínica médica e hematologia também recebam.

O pagamento por hora por sobreaviso é um pouco mais baixo do que o do plantão. O valor padrão para todas as especialidades é de R$ 30,31.

A quantidade de horas contratadas em urologia e hematologia é menor do que em neurologia, cardiologia, clínica médica e vascular. O secretário de Saúde, Humberto Fornari, já deu declarações de que queria redimensionar alguns pagamentos, por entender que não estavam sendo totalmente usados pela população, e direcionar a verba para outras especialidades mais solicitadas.

Veja também:
Semana da Conciliação teve taxa de resolução de 25% na Vara Cível de Brusque

Procurando imóveis? Encontre milhares de opções em Brusque e região

Justiça destrava licitação da nova ponte do Centro de Blumenau

O secretário também declarou, após a renovação do contrato, que a quantidade de exames foi aumentada. “Além disso, poderemos realizar até 200 endoscopias mês junto ao hospital. Aumentamos também o número de pacientes atendidos na urgência e emergência do Hospital Azambuja, e assim vão outros exames e atendimentos”.

Repasses federais
Além de receber dinheiro da prefeitura, o Hospital Azambuja também ganha do Ministério da Saúde. Mas para isso a instituição tem de cumprir uma série de exigências de qualidade no atendimento e nos serviços.

Segundo o plano operativo, o hospital brusquense receberá R$ 7,78 milhões do governo federal, por meio das portarias do ministério. O valor é referente a 12 meses.

Esses repasses do Ministério da Saúde referem-se, por exemplo, à rede de atenção psicossocial, incentivo ao sistema estadual de transplantes e outros.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio