Conselho Deliberativo da ACIBr se reúne com administradores do Hospital de Azambuja

Encontro foi realizado na tarde de segunda-feira, 26, na sede da Associação Empresarial

Conselho Deliberativo da ACIBr se reúne com administradores do Hospital de Azambuja

Encontro foi realizado na tarde de segunda-feira, 26, na sede da Associação Empresarial

 

Na tarde desta segunda-feira, 26, na sede da Associação Empresarial de Brusque (ACIBr), foi realizada a primeira reunião do ano com o Conselho Deliberativo da entidade. Na ocasião, estiveram presentes o administrador do Hospital de Azambuja, Evandro Carlos da Roza, o diretor financeiro da instituição, Gilberto Debastiani e o primeiro secretário e coordenador de RH, Marcílio Ghislandi.

“Ficamos muito satisfeitos com a apresentação. As pessoas que trabalham hoje no Hospital de Azambuja estão com novos desafios, novos investimentos, novos procedimentos e dando abertura para uma nova visualização da instituição. O administrador falou sobre os convênios e sobre essa possibilidade de receber médicos residentes que, até então, era algo desconhecido. Hoje são 103 médicos atendendo no local os moradores de Brusque e região, ou seja, uma população superior a 200 mil habitantes”, afirma o presidente do Conselho Deliberativo da ACIBr, Edemar Fischer.

Em janeiro deste ano, Evandro Carlos da Roza, que é natural de Caçador, assumiu a administração do Hospital de Azambuja. Ele, que trabalha na área da saúde há mais de 20 anos, reconheceu os desafios da instituição, mas também identificou grandes potenciais.

“Começamos o trabalho com um organograma novo para departamentalizar o hospital. Também retomamos o Plano Diretor para definir o futuro da instituição, principalmente com a implantação da UTI Neonatal, já que nascem cerca de 200 crianças por mês no local”, afirma Evandro.

Segundo ele, outro objetivo é investir na mudança de comportamento e se afastar do estigma de que o Hospital de Azambuja atende apenas pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). “Hoje muitas pessoas saem de Brusque para receber atendimento. Então, nosso hospital precisa melhorar suas instalações, porque a classe médica é excelente e eu posso falar isso porque conheço outros centros. Acredito que, gradativamente, este cenário vai melhorar”, acrescenta.

Evandro aproveitou a oportunidade para destacar pontos fortes já observados, como a constituição da Câmara Técnica, que vai reunir membros do hospital, da secretaria da Saúde, vereadores e o Comusa. Também enalteceu a parceria com a Unimed Brusque que, em breve, deverá aumentar o convênio através do serviço de ambulância.

Planejamento
Uma das principais alterações aguardadas para 2018 é a interrupção do trafego de veículos na frente do hospital. Neste momento o local já se encontra em obras e a expectativa é que o trânsito continue sendo desviado pela rua paralela, nos fundos do Hospital. A intenção é formar no local o Complexo Azambuja, composto pela igreja, museu, seminário e hospital.

Também está prevista a ativação do ambulatório de ortopedia, com investimento de R$1,2 milhão. A novidade deverá representar uma das melhores instalações do Estado em funcionamento dentro de hospital, com atendimento de cinco ortopedistas até as 19h. O projeto está relacionado com uma demanda do município que atualmente registra a média de quatro acidentes com motociclistas todos os dias.

Investimentos para o Serviço de Diagnóstico por Imagem, melhora na infraestrutura de TI, compra de equipamentos e mobiliário, bem como algumas obras, também estão previstas.

“Nossa intenção é buscar credenciamento para a cirurgia bariátrica, cirurgia oncológica e mais três leitos de UTI. É algo necessário há bastante tempo, mas que tentarei resolver pelos próximos 60 dias. Não evoluiu até hoje em função do alvará, que é pré-requisito para o andamento”, observa Evandro.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio