Continua desaparecida a Policial Civil que atuará em São João Batista

Karla Silva de Sá Lopes, 28 anos, saiu de casa para caminhar, em Itapema, e não retornou, na quarta-feira

Continua desaparecida a Policial Civil que atuará em São João Batista

Karla Silva de Sá Lopes, 28 anos, saiu de casa para caminhar, em Itapema, e não retornou, na quarta-feira

A policial Civil Karla Silva de Sá Lopes, 28 anos, continua desaparecida após sair para caminhar, por volta das 7h30 de quarta-feira, 6, em Itapema. O marido, um policial militar aposentado, informou o desaparecimento dela na Delegacia de Polícia Civil.

Karla é uma das sete agentes de polícia que virão reforçar a polícia da 17ª Delegacia Regional de Brusque. Segundo o delegado regional Fernando de Faveri, ela está destinada para a delegacia da Comarca de São João Batista.

Os novos agentes têm até terça-feira, 12, para se apresentarem oficialmente em suas delegacias de origem. Karla, inclusive, já havia visitado a delegacia do município vizinho e conversado, informalmente, com o delegado local.

A policial, formada na turma de 2016, já atuava em uma cidade do Oeste do estado e com a formatura dos novos agentes, ela conseguiu a remoção para a regional de Brusque.

A Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Balneário Camboriú está responsável pelo caso e, até o momento, não há nenhuma informação concreta sobre o paradeiro da policial.

Qualquer informação deve ser repassada para as polícias Civil ou Militar, pelos números de emergência 197 ou 190, respectivamente.

ATUALIZAÇÃO: Policial civil considerada desaparecida é encontrada morta em Balneário Camboriú

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio