Copa Brusque de Kart chega ao fim com participação de quase 100 pilotos

Competição que antecipa o Catarinense tem sua última etapa e recebe elogios de participantes

Copa Brusque de Kart chega ao fim com participação de quase 100 pilotos

Competição que antecipa o Catarinense tem sua última etapa e recebe elogios de participantes

Chegou ao fim mais uma bem sucedida Copa Brusque de Kart. Com a participação de cerca de 95 pilotos espalhados pelas nove categorias disponíveis, a terceira e última etapa da competição consagrou os campeões tanto da fase quanto no geral. O evento foi realizado entre sábado e domingo, 23 e 24.

A Copa antecipou o Campeonato Catarinense de Kart, que voltará a ser sediado em Brusque após aproximadamente 20 anos, no mês de outubro. Já no citadino, pilotos de todo o estado e até de fora de Santa Catarina desfilaram seus talentos na pista do Kartódromo Municipal, que recebeu adaptações visando tanto a Copa quanto o estadual.

De pai para filho
Sendo um esporte que envolve muitas crianças, natural que o kart atraia famílias inteiras para as pistas. Não foi diferente na Copa Brusque de Kart, abrilhantada pela presença dos pequenos pilotos buscando as melhores posições nas categorias de base.

Experiente kartista de Florianópolis, Leonardo Nienkotter, que tem em seu currículo títulos internacionais, sul-americanos e nacionais da modalidade, mostrou seu potencial na pista brusquense, mas também deu uma de torcedor. Seu filho, Enzo Nienkotter, conquistou o título da categoria Mirim, comprovando que a velocidade está no DNA.

Mais do que ninguém, Leonardo sabe reconhecer um evento de qualidade, e ele gostou do que viu em Brusque. “É um kartódromo enxuto, mas muito bem organizado, com excelente estrutura. Os boxes agora têm faixa asfaltada, o que mostra o cuidado da organização. Com certeza poderá sediar também o Catarinense com muita categoria”.

Novidades bem recebidas
Observando os possíveis ajustes que poderiam ser feitos ao passar das etapas, a entidade organizadora do evento, Automóvel Kart Clube de Brusque (AKCB), acertou em algumas modificações, como explica o presidente Aknaton Camargo.

“Fizemos uma estrutura nova, e um agrupamento de categorias. Foram cinco classes pela manhã e cinco à tarde. Isso nos deu uma organização melhor, e desafogou os espaços dos boxes. Fomos bem elogiados por isso”, diz.

Camargo explica também a importância que o bom volume de participação teve não apenas para a promoção do esporte, mas também para a economia da cidade.

“A rede hoteleira foi bastante ocupada. Somente com situações pontuais, sem contar as previamente agendadas, nós conseguimos 15 quartos. Além disso são restaurantes e comércios que recebem essa movimentação”.

Um título para motivar
Dado Szpoganicz foi o grande campeão da categoria 125 cc na Copa Brusque. Com um título estadual no portfólio, ele comemorou a conquista que servirá de motivação para a disputa do Catarinense, competição a qual ele representará Brusque. Agora concentrado no estadual, ele comenta a satisfação de correr em casa.

“Eu fui o primeiro piloto a andar nessa pista, em 1996. Receber esse estadual depois de esse tempo todo é uma consagração para a diretoria do AKCB, porque essa pista é uma joia para a gente”.

O mecânico da equipe de Szpoganicz, Carlos Silva, falou também sobre a expectativa para o Catarinense e o que será necessário para que o piloto cruze a linha de chegada entre os primeiros.

“Vão competir na nossa categoria pilotos que têm títulos nacionais e internacionais. Vamos ter muito desgaste de pneus, será bastante intenso, mas precisamos trabalhar principalmente a parte psicológica do Dado além das questões técnicas”.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio