Corredores de Brusque faturam três das quatro provas noturnas do Circuito de Corridas Unimed

Competição marcou a estreia de cadeirantes no projeto Pernas Solidárias, no sábado, 9

Corredores de Brusque faturam três das quatro provas noturnas do Circuito de Corridas Unimed

Competição marcou a estreia de cadeirantes no projeto Pernas Solidárias, no sábado, 9

Mais que competir, o espírito do Circuito de Corridas Unimed é incentivar a prática de uma atividade física e promover saúde e bem-estar. E assim foi a etapa Brusque realizada na noite de sábado, 9 de setembro, com largada e chegada na Arena Brusque e trajeto pela avenida Beira Rio.

O aposentado Osmar Nicocelli, de 75 anos, foi um dos 500 corredores que participou da prova e é um dos exemplos de que hábitos saudáveis podem ser sinônimo de muita disposição.

“Moro em Itapema e corro diariamente no calçadão de Meia Praia. Nunca tive problemas de saúde e a corrida é o meu único remédio. Faz décadas que participo de provas assim, mas do Circuito Unimed é o primeiro ano”, orgulha-se o participante.

Quem também marcou presença foi o argentino Luis Gustavo, de 55 anos. Morador de São Francisco do Sul há cinco anos, ele também já acumula uma coleção de medalhas.

“Gosto muito de participar. Foi uma prova muito bacana, com uma bela paisagem. Foi uma emoção nova correr à noite, e com certeza em 2018 estarei aqui novamente. O evento foi nota dez”, comentou Luis, que já havia participado da etapa Brusque em 2016.

Satisfação
Este é o quarto ano que a Unimed Brusque sedia a etapa do Circuito de Corridas Unimed SC, quem em 2017 completa 5 anos. “A cada ano o sucesso é maior e nesta edição inovamos e realizamos a corrida noturna, pela primeira vez, com recorde de inscrições, completando 500 participantes. O evento exige muito planejamento, preparação e principalmente a dedicação da equipe Unimed Brusque.

São aproximadamente 70 pessoas envolvidas diretamente na organização, divulgação e controle, fazendo tudo para que o evento ocorra da melhor maneira possível e todos os inscritos possam participar com tranquilidade e segurança desse grande evento”, avalia o gerente geral da Unimed Brusque, Guilherme Gamba.

Gamba observa que o Circuito de Corridas Unimed é organizado pela Unimed Santa Catarina com participação das Unimeds do Estado, totalizando 17 etapas em 2017.

“Percebemos que todos os anos a procura por inscrições aumentam, recebemos inscrições de corredores de diversas cidades de Santa Catarina e também de outros estados, como Rio Grande do Sul e Paraná. Isso demonstra que ano a ano a corrida se torna mais forte, se destacando cada vez mais. Para nós é muito gratificante, pois vai ao encontro do objetivo da Unimed que é a prevenção e promoção da saúde dos nossos clientes. A corrida sem dúvida é algo que, além da competição, estimula as pessoas a praticarem uma atividade física. O que importa aqui não é o resultado e sim a pessoa ter estímulo para a prática de atividade física”, considera Gamba.

O diretor superintendente da Unimed Brusque, Eduardo dos Santos Ballester, reforça que o principal objetivo da cooperativa é proporcionar bem-estar à comunidade. “Ficamos felizes com a grande quantidade de pessoas participando da corrida, não só visando a competição, mas correndo em busca de saúde. E neste ano, numa versão noturna, que é um horário mais agradável para a prática do esporte. Tivemos sem dúvida, mais um belo evento”, afirma.

Campeões
Três brusquenses e uma jaraguaense conquistaram as primeiras colocações gerais nas categorias masculino 5km e 10km e feminino 5k e 10km. Rafael Oliveira de Carvalho foi o primeiro corredor a cruzar a linha de chegada, após percorrer cinco quilômetros em 17 minutos e oito segundos. Ele participou pela primeira vez de uma prova na etapa Brusque da Corrida Unimed em 2015 e desde então, não parou mais.

“Na primeira vez corri 10km e cheguei em quinto lugar. Ano passado corri 5km e fiquei em primeiro, e neste ano, consegui o bicampeonato, marcando de forma especial, a 50ª corrida da minha vida. É muito bom correr. Antes eu era muito sedentário e não fazia nada a pé. Hoje, estou cinco quilos mais magro e tenho muito mais disposição para fazer as coisas. Ano que vem vou estar aqui novamente em busca do tri”, declara o atleta brusquense, que integra o grupo Union Runners.

Na categoria 10km, o primeiro colocado, com o tempo de 38:05, foi Valdinei Brito Favacho, conhecido pelo apelido de Bereco. Natural de Belém do Pará, ele mora em Brusque há pouco mais de dois anos, e começou a correr há dez meses.

“Fui convidado por alguns amigos e não parei mais. Participo do grupo Union Runners e treino três vezes por semana. Gosto muito de correr. A gente fica mais alegre e faz bem para a saúde”, destaca o corredor, que contou com a torcida da esposa Luana e dos filhos Luiz Eduardo e Alice Vitória, que também desejam ser corredores no futuro.

Entre as mulheres, a jaraguaense Andrea Klinkowski, conquistou o primeiro lugar na categoria 5km, com o tempo de 21:11. “Comecei a correr há oito anos para perder peso. Emagreci 12 quilos e continuei correndo porque me faz muito bem. Diminui a ansiedade, o estresse e me deixa mais feliz e motivada”, garante a atleta, que pela primeira vez participa do Circuito de Corridas Unimed.

Já a campeã na categoria 10km, é uma brusquense que participa do Circuito de Corridas Unimed desde a primeira edição. Graziela Tomasi Bertolini marca presença em quase todas as etapas e está sempre em busca de melhorar seus próprios recordes.

“Consegui fazer meu melhor tempo, em 47:11, e foi uma surpresa chegar em primeiro lugar. A corrida foi muito cansativa, mas quando termina a sensação é muito boa. A prática de esportes faz parte da minha vida”, descreve a atleta que treina seis dias por semana, e além de correr, faz natação e ciclismo, na companhia do esposo Rafael Bertolini, que também participou da prova.

Pernas Solidárias
A etapa Brusque foi uma corrida que ficará marcada de forma especial para alguns corredores e seus familiares. Pela primeira vez, três cadeirantes brusquenses, participaram de uma prova e estrearam no projeto Pernas Solidárias, que neste ano, recebeu a doação de quatro triciclos, da Federação das Unimeds de Santa Catarina.

O projeto idealizado pelo atleta Cleiton Tamazzia, teve início em 2015, na cidade de Joinville e visa proporcionar a inclusão de cadeirantes no esporte, mais precisamente, na modalidade de corrida de rua. “Nosso principal desejo é incentivar a participação e inclusão dos cadeirantes das cidades onde ocorrem provas de corrida”, explica uma das incentivadoras do projeto em Joinville, Lucia Correa.

Inspirado na etapa Brusque de 2016, quando viu o corredor Cleiton Luiz Tamazzia participando da prova com o cadeirante Rodrigo Tamazzia, o brusquense Teodoro Pereira Filho se sentiu motivado a começar a treinar para proporcionar a mesma experiência ao pequeno Rafael Henrique Paião Jardim. E conforme planejado, a dupla estreou nas pistas de corrida, na noite de sábado.

“Superou minhas expectativas. Estou muito feliz de ter conseguido correr com o Rafael e proporcionar esse momento diferente na vida dele. E daqui pra frente, vamos encabeçar uma campanha para adquirir triciclos adaptados, a fim de formalizar o projeto Pernas Solidárias Brusque e possibilitar que mais cadeirantes aqui da cidade pratiquem esse tipo de atividade”, salienta Teodoro.

O cadeirante Pedro Henrique de Oliveira também estreou na corrida e não escondeu sua alegria ao ser conduzido pelo atleta Marciano Zenettin. Pedro vibrou do início ao fim e deixou evidente, como um simples gesto, pode ser tão significativo.

“Não temos dúvida do quanto o Pedro está feliz com a corrida. Esta é com certeza, uma iniciativa muito importante e agora que conhecemos esse projeto, vamos levá-lo para participar em outras cidades”, declara a mãe de Pedro Henrique, Tereza de Oliveira.

Além de Rafael e Pedro, também participaram da corrida, a cadeirante brusquense Gabrieli Bertolini, o itajaiense Antonio Vitor Bitencourt, o joinvilense Matheus Correa e o riosulense Valdecir Taschner.

“Esse ano a Unimed Santa Catarina investiu muito nessa parceria com as pessoas que infelizmente não têm a capacidade de correr sem um equipamento especial. A própria Federação ajudou na divulgação e no patrocínio para que essas pessoas pudessem participar das etapas de uma forma diferente, mas mantendo o espírito da corrida, o espírito do esporte”, conclui o gerente da Unimed Brusque, Guilherme Gamba.

Ranking geral

Masculino 5km

1º – Rafael Oliveira de Carvalho
2º – Leonardo da Silva Moura
3º – GeisonKachan
4º – Jeferson Cristiano Gonçalves
5º – Claudemir de Carvalho

Feminino 5 km

1º – Andrea Klinkowski
2º – Suzete Antonieta Lizote
3º – Mariane Groh
4º – Eliane Hoffmann
5º – Lourdes Emmerich

Masculino 10 km

1º – Valdinei Brito Favacho
2º – Silvio Cesar Schlichting
3º – Elvis Pereira
4º – Adilson Manoel de Lara
5º – Eduardo Santana Montibeller

Feminino 10 km

1º – Graziela Tomasi Bertolini
2º – ErliBechtold
3º – Elisangela Furlani
4º – Silvani Rosane Fruhling
5º – Charlene Soeira

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio