CPI do Samae: laudo diz que assinaturas são de Neuton Hoffmann

Parecer de perito foi lido na reunião de segunda-feira da comissão

CPI do Samae: laudo diz que assinaturas são de Neuton Hoffmann

Parecer de perito foi lido na reunião de segunda-feira da comissão

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Samae voltou ao trabalho nesta segunda-feira, 26. Na rápida reunião de cerca de 15 minutos, foi lido o parecer enviado pelo perito grafotécnico, no qual ele afirma que as assinaturas constantes em dois documentos são, de fato, de Neuton Maurício Hoffmann.

A análise grafotécnica havia sido solicitada pela CPI do Samae para “atestar se as assinaturas e informações preenchidas no Controle de Análise de Águas e no Controle de Calibração, ambos documentos da Estação de Tratamento de Águas da Volta Grande, expedidos em julho/2017, são ou não de autoria do Senhor Neuton Maurício Hoffmann, denunciado no processo”.

O presidente da CPI, Marcos Deichmann (Patriotas), leu o relatório, no qual o perito informa que Hoffmann não compareceu para o reconhecimento de grafia. O profissional pondera que há um elemento diferente entre as assinaturas, mas as outras características são similares. O perito conclui que as duas assinaturas são de autoria de Hoffmann.

Afirmações
Deichmann colocou em votação um requerimento de Luciano Camargo que solicita a retirada de uma pergunta feita por Deivis da Silva (MDB) ao diretor-presidente do Samae, Roberto Bolognini. Nela, o vereador teria dito que Camargo afirmou que a autarquia distribuía água sanitária.

Outro requerimento, este do diretor Márcio Cardoso, pede a desconsideração da pergunta de Silva na qual ele teria dito que Cardoso chamou o Samae de instituição de quinta categoria.

Entretanto, o requerimentos não foram votados porque Silva pediu uma análise jurídica da assessoria da Câmara. Ele quer saber se Camargo e Cardoso podem pedir a retirada de uma questão, uma vez que não são parlamentares.

“Ele falou publicamente, é um documento que faz parte da CPI, que qualquer um pode acessar”, defendeu-se Silva, sobre Camargo. “Tenho meu direito de fazer perguntas”, disse o vereador.

Adiamento
A CPI também recebeu as respostas de dois pedidos de informações enviados à autarquia. A sessão foi encerrada após 17 minutos, para que os membros tenham tempo de se inteirar dessa novação documentação que aportou na casa. A nova reunião da CPI do Samae está marcada para o dia 5 de março, às 14h.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio