Cristalina já tem sua caixa postal comunitária

Oficialização da comunidade no programa aconteceu na semana passada

Cristalina já tem sua caixa postal comunitária

Oficialização da comunidade no programa aconteceu na semana passada

A partir da próxima semana, os moradores da localidade da Cristalina podem passar o endereço de suas caixas postais para receber correspondências. Na semana passada, uma reunião entre o Instituto Brusquense de Planejamento (Ibplan), Correios e a associação de moradores da comunidade oficializou o cadastro no programa Caixas Postais Comunitárias.

De acordo com o diretor-presidente do Ibplan, Laureci Serpa Júnior, a comunidade já foi cadastrada na agência dos Correios do município. “Esse é o último passo. O cadastro é quando o morador adere à caixa individual. A caixa postal já foi aberta, já foi criado um CEP, e a partir da adesão, os moradores já podem indicar o seu novo endereço para correspondência”, explica.

A Caixa Postal Comunitária da Cristalina foi instalada na Escola Edith Krieger Label e tem 72 módulos. “Isso não significa que apenas 72 famílias serão beneficiadas. Devido à falta de espaço, vamos concentrar as caixas postais. Famílias que moram próximas usarão a mesma caixa e cada um terá a cópia da chave”, diz.

Ele ressalta que quem tem interesse na caixa postal, mas não assinou a solicitação, pode entrar em contato com a direção da escola ou então com a agência dos Correios da avenida Beira Rio. “A associação de moradores passou a lista para todos, mas quem não assinou por algum motivo, ainda pode fazer a solicitação e receber a sua caixa postal”, diz.

Nesta semana, a comunidade de Cedro Alto também deve oficializar o seu cadastro, e na próxima semana será a vez da Volta Grande. “Esse cadastro é um pouco demorado, por isso esse intervalo de tempo para adesão de cada comunidade. O Correio estima que dentro de quatro meses, a caixa postal comunitária deve estar funcionando sem falhas”, diz.

A comunidade de Nova Itália será a única a esperar um pouco mais para aderir ao programa por problemas de infraestrutura. “A caixa será instalada na associação, mas o local vai precisar de reformas para receber. Somente após a reforma que a comunidade será beneficiada com a caixa postal comunitária”.

Hoje, os moradores dessas comunidades precisam vir até o centro, na agência dos Correios para receberem suas correspondências. Com as caixas comunitárias, os carteiros levam as correspondências em um só lugar, na comunidade. Somente encomendas maiores precisarão ser retiradas na agência central.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio