Cristovam Buarque visita instituições educacionais de Brusque

Senador falou aos estudantes do Colégio Cônsul e da Faculdade São Luiz

Cristovam Buarque visita instituições educacionais de Brusque

Senador falou aos estudantes do Colégio Cônsul e da Faculdade São Luiz

O senador da República Cristovam Buarque esteve em Brusque nesta segunda-feira, 18, para sua palestra no Ciclo Brusquense de Conferências Magnas Temáticas, que marca o Bicentenário da Independência do Brasil. Mas a agenda começou ainda de manhã, no Colégio Cônsul Carlos Renaux e na Faculdade São Luiz.

Pouco depois das 9h, o senador, ao lado esposa Gladys Buarque, esteve no anfiteatro do Colégio Cônsul, onde foi recebido pelos alunos do primeiro e segundo anos do Ensino Médio e pelas crianças do coral. Otto Hermann Grimm, diretor da escola, deu as boas-vindas.

Marcus Schlösser, presidente da fundação educacional mantenedora do Cônsul, também falou e destacou a importância do senador nos debates sobre a Educação no país. Paulo Kons, presidente do Grupo de Proteção da Infância e Adolescência (Grupia), discursou sobre a trajetória de Buarque na política, marcada pela luta por uma Educação de mais qualidade.

Buarque acompanhou as apresentações da orquestra e do coral do colégio e depois falou para os estudantes do Ensino Médio. O senador e professor universitário destacou a importância da Educação na formação da sociedade.

Alunos prestaram homenagens ao senador da República | Foto: Marcos Borges

Para ele, as universidades estão ruins no país, segundo rankings internacionais, porque a base ainda é instável no Brasil. Não existe igualdade de oportunidades, pois algumas cidades têm rede de ensino melhor do que as outras, e as escolas privadas têm nível bastante superior às públicas.

“Não teremos futuro se o Brasil continuar assim”, afirmou o senador, ao citar as altas taxas de evasão escolar na rede pública entre estudantes do Ensino Médio.

Senador falou aos alunos do Colégio Cônsul Carlos Renaux | Foto: Marcos Borges

Buarque defendeu que a educação de qualidade seja acessível para todos, não apenas para quem vive numa boa cidade ou tem renda familiar maior do que a média. “Educação só é boa quando é distribuída para todos”.

Na Faculdade São Luiz, senador prega ética

Cristovam Buarque foi recebido pelo diretor acadêmico e administrativo, Claudio Marcio Piontkewicz, e pelo vice-diretor Francisco Lawall, na segunda visita na agenda do dia. Antes de se dirigir ao auditório da faculdade, onde acadêmicos e alunos do Colégio São Luiz o aguardavam, ele deu uma paradinha na secretaria.

O senador provou um pedaço da tradicional cuca. Logo depois, ele foi recepcionado no auditório da faculdade. Lawall fez uma breve apresentação da Faculdade São Luiz e destacou que ali foi aberto o primeiro curso de Filosofia do estado.

Buarque pediu, e foi atendido, para que conversasse com os jovens sentado e não em pé. No início, ele explicou que pediu para ficar à mesa e não em pé porque queria dialogar e não apenas falar aos alunos.

Buarque aproveitou que estava no berço da Filosofia no estado para dizer que falta uma base filosófica à classe política brasileira. Para ele, somente com o esclarecimento de qual filosofia segue é que a democracia melhora.

O senador também fez um resgate histórico de como era o parlamento na época do Brasil Império, com políticos elitistas, até hoje. Segundo Buarque, os políticos são tratados – ou se consideram – nobres ainda nos dias atuais.

Buarque é um dos poucos que não usam o pronome de tratamento vossa excelência para se dirigir aos pares. Crítico da classe, apesar de ser um político de carreira, ele diz que o “parlamento e políticos são despreparados”.

O senador disse que é preciso mudar a forma que os políticos agem. O voto é um meio para mudar o país, e não deve ser o fim do político brasileiro.

No evento, o empresário Herbert Pastor também ressaltou a importância da Educação para a preservação dos valores da sociedade.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio