Cruzeiro é campeão na Bocha Sexteto Feminino

Equipe venceu o São Pedro na quarta-feira

Cruzeiro é campeão na Bocha Sexteto Feminino

Equipe venceu o São Pedro na quarta-feira

Foram longos anos de espera. Boas campanhas que não se traduziam em títulos, pois alguns detalhes sempre as separavam da glória. Este sonho finalmente se materializou na noite de quarta-feira, 31.

Dentro de casa, o Cruzeiro venceu o São Pedro por 24×4/24×22 e conquistou pela primeira vez o Campeonato Municipal de Bocha Sexteto Feminino de Guabiruba. O relógio se aproximava das 23 horas quando jogadoras, treinador, diretoria e torcida finalmente tiraram da garganta aquele grito enclausurado por anos: “É campeão!”.

A 21ª edição do torneio começou a ser disputada no dia 1º de agosto, com seis equipes na corrida pela taça e cerca de 60 atletas envolvidas. O diretor de Esportes Roque Hassmann classifica a bocha sexteto como a “cereja do bolo”, apontando que o campeonato envolve muita gente e constrói relações de amizade.

O treinador do Cruzeiro, Agostinho Kormann, não conseguiu esconder a emoção. Com os olhos marejados ele destacou a participação de sua equipe no certame. “Primeira vez que conquistamos esse título, estamos muito emocionados, é uma alegria muito grande para as nossas mulheres. Estou três anos como técnico do Cruzeiro e o título sempre passou raspando, mas felizmente esse ano conseguimos”, comemorou sem esquecer de parabenizar a torcida que compareceu até a cancha para prestigiar a conquista.

Já o secretário do Cruzeiro, Alexandre Pereira, lembrou do esforço das atletas. “É gratificante ganhar dentro de casa. Elas se dedicam há anos, treinam toda quarta-feira e agora foram coroadas com o título, são merecedoras”, enaltece.

Clementino Reichert é símbolo dessa expectativa que se dilatou por anos. Ex-treinador da equipe, ele comemorou orgulhoso a tão aguardada conquista. “Esperamos vinte anos. Como treinador formei esse time em 1998, hoje colhemos o que estávamos cultivando há tanto tempo. É muita emoção, não tem coração que aguente”, festeja.

Com a medalha de campeã no peito, a jogadora Thaine Kormann Gums, valorizou a campanha do clube do Aymoré. “Foi um campeonato muito bonito, muito disputado. Nosso time mereceu muito, finalmente chegou a nossa vez, somos uma equipe muito unida”, aponta.

Ao final da partida, as quatro melhores equipes foram premiadas com troféus e medalhas. A homenageada da noite foi Gloria Westarb, do Olaria, que está presente nas competições de bocha há mais de 12 anos.

Confira a classificação final do Campeonato:

1º Cruzeiro
2º São Pedro
3º Olaria
4º 10 de Junho

Número de títulos por equipe:
Olaria – 15
São Pedro – 3
10 de Junho – 1
Lageadense – 1
Cruzeiro – 1

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio