Daniel Moritz participa de Campeonato Brasileiro de Fisiculturismo

Atleta viaja nesta sexta-feira, 2 de agosto, para Foz do Iguaçu, sede da competição

Daniel Moritz participa de Campeonato Brasileiro de Fisiculturismo

Atleta viaja nesta sexta-feira, 2 de agosto, para Foz do Iguaçu, sede da competição

“Para ser campeão, tem que ter muita disciplina”. É assim que o brusquense Daniel Moritz, 28 anos, define sua filosofia de vida. Após a classificação para o Campeonato Brasileiro de Fisiculturismo, que será realizado em Foz do Iguaçu nos dias 2 e 3 de agosto, o atleta se diz preparado para enfrentar a competição.

Moritz pretende fazer uma boa prova e garantir uma vaga para outros campeonatos. 

– Estou um pouco ansioso. É meu primeiro brasileiro. Só pelo fato de pode ir já está valendo. O meu maior adversário sou eu mesmo. Mas, tudo o que eu pude fazer, eu fiz. Quero ficar entre os três e conseguir a vaga para continuar – ressalta o atleta.

Os três primeiros colocados se classificam para o Arnold Brasil, em abril, competição em que a brusquense Nicole Eccel trouxe um título para cidade este ano. Além deste campeonato, há uma vaga para o mundial e duas para o Sul-americano em disputa, que serão escolhidas entre os competidores.

Início

O fisiculturista treina há 11 anos. Neste meio de tempo, se formou em Educação Física, é pós-graduado em Fisiologia do Exercício e montou uma empresa de consultoria e personal trainer. Sempre admirou o fisiculturismo, mas não nunca pensou em competir. Foi então que seu sócio Thiago Muller, que já participou de competições de fisiculturismo, o incentivou.
Seu primeiro campeonato foi em 2011 no Sul Brasileiro, conquistando a sexta colocação. No ano passado, na mesma competição, ficou em quinto. 
– As primeiras competições, não levei muito a sério. Foi para o catarinense, que me dediquei exclusivamente para a competição. Não fazia nada fora do que eu podia – explica Moritz.
No catarinense, realizado em junho, o atleta competiu com seis fisiculturistas na categoria Sênior até 80 quilos. Os dois primeiros colocados se classificavam para o nacional. Moritz perdeu apenas para Alexandre Pamplona, que compete há 11 anos.
Mesmo com a vaga garantida, o atleta decidiu desistir das competições. Segundo Moritz, o investimento é elevado e ele não tinha recursos suficientes para continuar, até que um aluno o questionou sobre a desistência. 
– Ele me disse que eu não deveria desistir. Deu um tempo, me ligou e disse ‘você vai para a competição. A Florisa e a Vantex vão te apoiar’. Foi então que eu consegui meus primeiros apoiadores e sou grato a ele por me dar essa mão – agradece o fisiculturista.
A partir de então, outras empresas passaram a apoiar o atleta, como a Natural Island, Maria Carlota, Boca Mafra, Amo Imóveis, Cako Prime, Cunha Despachante, Farmácia Lindoia, Via Imobile e Studio Iron Body. Também recebe o apoio da academia em que dá aula, Extreme, do Espaço Nutri Saúde, Peixaria Água Doce, da Fundação Municipal de Esportes e do Dr. Alexandre Duarte, que cuida da saúde de Moritz e do acompanhamento médico.
– Quero fazer isso por eles. Por acreditarem no meu trabalho e na minha dedicação. Conseguir todo o apoio do pessoal, já é uma vitória e tanto.
> Leia a matéria na íntegra na edição impressa do MDD desta sexta-feira, 3 de agosto. 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio