Daniel Moritz vence Campeonato Brasileiro de Fisiculturismo

Atleta superou onze candidatos na categoria Sênior até 80 quilos

Daniel Moritz vence Campeonato Brasileiro de Fisiculturismo

Atleta superou onze candidatos na categoria Sênior até 80 quilos

Toda a dedicação, disciplina e a vida regrada trouxeram ao brusquense Daniel Moritz o troféu de campeão brasileiro de fisiculturismo. A competição foi realizada na sexta-feira e no sábado, em Foz do Iguaçu. Moritz bateu 11 atletas na categoria Sênior até 80 quilos.
O resultado superou as expectativas. É o que relata o brusquense.
– Foi muito mais do que eu esperava. A ficha ainda não caiu. Pensei que ficaria em quinto ou sexto.
Apresentação
Na categoria de Moritz, 12 fisiculturistas de todo o Brasil competiram. Para a primeira apresentação, todos subiram ao palco. Destes, seis se classificavam para a final na noite de sábado. 
Para o confronto, parte em que, quando necessário, chamam alguns atletas à frente do palco para a decisão, foram solicitados a presença de três. Moritz não estava entre eles. 
– Na minha cabeça, eu estava entre os últimos. Se chamaram para fazer confronto, achei que seria para decidir os primeiros colocados. Desci do palco e quando chamaram para anunciar o resultado, minha perna tremeu. Eles já tinham me escolhido como primeiro lugar. O confronto foi para decidir o segundo e o terceiro, comemora o fisiculturista.
Próximo Passo
Moritz, que pensou em abandonar as competições devido ao alto investimento, só tem a agradecer as pessoas que confiaram em sua determinação e o apoiaram. Foi através delas que o atleta chegou ao título de campeão brasileiro de fisiculturismo.

Com a conquista, o atleta está classificado para o Arnold Brasil, em abril do próximo ano. Além disso, tem o direito de escolher entre o Sul-americano e o Mundial. Num primeiro momento, a decisão foi de representar o Brasil na primeira competição, que será realizado na Bolívia entre os dias 28 de agosto e 1º de setembro. Segundo o atleta, a viabilização para o Mundial, que é realizado na Mongólia em outubro, é mais difícil.

– Se eu conseguir apoio mais tarde e a vaga estiver aberta, eu vou encarar também. Adquiri confiança. O meu físico no brasileiro estava muito bom, tanto que eles não tiveram dúvidas em me dar o título. Me empolguei e estou bastante confiante para a próxima competição, diz Moritz.  

Para a competição na Bolívia, o fisiculturista pretende manter basicamente os mesmos passos de treinamento e dieta, além da vida regrada em relação a horários e rotina. 
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio