Danos causados por acidentes geram custos ao poder público

Meios-fios, calçadas, rotatórias e canteiros são alguns dos bens públicos mais atingidos

  • Por Redação
  • 11:12
  • Atualizado às 2:36

Danos causados por acidentes geram custos ao poder público

Meios-fios, calçadas, rotatórias e canteiros são alguns dos bens públicos mais atingidos

  • Por Redação
  • 11:12
  • Atualizado às 2:36
  • +A-A

Além de causarem danos aos veículos, os acidentes de trânsito, muitas vezes, também acabam prejudicando patrimônios públicos. Meios-fios, calçadas, bocas de lobo e canteiros são alguns dos itens atingidos em colisões de carros, motos e caminhões. Para consertar os danos, a Prefeitura de Brusque precisa utilizar recursos próprios.

Segundo a Secretaria de Obras, não há um levantamento do número de acidentes que acabam gerando prejuízos à administração municipal. Porém, o órgão afirma que rotatórias e canteiros centrais são os bens públicos que mais sofrem com a imprudência dos motoristas.

O canteiro localizado na ponte do bairro Jardim Maluche, por exemplo, é um deles. Os motoristas, explica a Secretaria de Obras, atingem o canteiro quando trocam de pista. Para dar fim ao problema e para alertar os condutores, os servidores tiveram de pintar o local com outra cor.

O órgão explica também que, geralmente, o conserto dos bens públicos é realizado quando algum servidor verifica o dano, mesmo dias após o acidente. Quando observada a necessidade de reparos em algum local, o serviço é programado.

Lei poderia evitar gastos

Para não precisar arcar com os custos, alguns municípios do país criaram leis que obrigam os condutores dos veículos causadores de acidentes a ressarcirem o poder público. A ideia, segundo o secretário de Obras, Miguel Comandolli, poderia ser explorada em Brusque.

“Os vales para os consertos saem do cofre público. Então seria importante haver alguma forma de rever o jeito que é feito hoje para conseguirmos fazer essa cobrança dos motoristas. É uma coisa importante de se pensar e discutir até na Câmara de Vereadores”, diz.

Postes são trocados toda semana

Além dos meios-fios, das calçadas, das bocas de lobo e dos demais itens, os postes de energia elétrica também são danificados com frequência devido aos acidentes de trânsito. O gerente da Celesc de Brusque, Pedro Paulo Tridapalli, diz que, no município, a média é de dois postes danificados por semana.

“O índice de postes danificados por causa de batida é muito grande na nossa região. Principalmente em Guabiruba. Lá, a média é de quatro postes danificados por semana. Isso causa muitos problemas de falta de energia elétrica”, afirma.

Ainda segundo Tridapalli, quando a Policia Militar não é acionada depois do acidente que danificou um poste, os funcionários da Celesc fazem um boletim de ocorrência para, posteriormente, cobrarem ressarcimento do responsável pelo dano.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio