Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Décio Lima (PT-SC) é o quarto congressista mais influente nas redes sociais

Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Décio Lima (PT-SC) é o quarto congressista mais influente nas redes sociais

Influente

Raul Sartori

Somos 7.001.161
O Diário Oficial da União publicou ontem a mais nova estimativa sobre a população brasileira feita pelo IBGE. De acordo com os dados, o país já conta com 207.660.929 de habitantes, número superior aos 206 milhões registrados no ano passado. O Estado de São Paulo permanece na liderança, com 45.094.866. SC tem agora 7.001.161. Cresceu 1,31% em relação a 2016, um dos maiores índices entre todos os Estados do Centro-Sul.

Influente
O ranking FSBinfluênciaCongresso, que mede a influência semanal dos congressistas nas redes sociais, registra uma novidade em relação a SC: o deputado federal Décio Lima (PT-SC) ganhou 247 pontos e é o 4º mais influente. E pela primeira vez em quatro semanas, Jair Bolsonaro (PSC-RJ) perdeu a liderança. Foi superado pelo petista Paulo Pimenta (PT-RS).

Veto correto
Age corretamente o governador Raimundo Colombo ao vetar integralmente projeto de lei aprovado na Assembleia Legislativa que declara integrante do patrimônio cultural imaterial de SC a manifestação folclórica “terno de reis”. Justifica que as formas de registro são atribuição da Fundação Catarinense de Cultura que, com parecer final do Conselho Estadual de Cultura, leva o bem a ser inscrito no livro correspondente e, em seguida, a receber o título de “patrimônio cultural de Santa Catarina”. E não será um deputado que vai determinar o que é e o que não é patrimônio cultural.

Suporte

Informam as folhas sulinas que o querido jornalista Iberê Aguiar Jaques pode ser diretor do Ministério do Turismo, em cargo para o qual tem a indicação e apoio do suplente de deputado federal Edson Bez de Oliveira, do deputado federal Mauro Mariani e do senador Dário Berger, todos do PMDB.

“Made in SC”
A divulgação da feira São Paulo Boat Show, de 21 a 25 de setembro, em São Paulo, exibe como atrativo o iate Azimut 74, que custa R$ 16,9 milhões. Produzido em SC, é o mais luxuoso já produzido no Brasil. Tem 225m², três pavimentos, quatro suítes, duas cabines para a tripulação, um banheiro e uma lavanderia.

Álcool nos estádios
A Federação Paulista de Futebol lidera o lobby para liberar o álcool nos estádios de São Paulo. E isso anima iniciativas parecidas em outros Estados, como SC. Um projeto já foi aprovado em fevereiro na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa e após passar pelas demais comissões, irá para votação em plenário. Os deputados estão divididos. Bom motivos eles tem. Se sem comércio de bebidas nas arenas já se registram trágicas ocorrências, incluindo mortes, dá para imaginar o que aconteceria com a liberação.


No ato de criação, na Assembleia Legislativa, da Frente Parlamentar do Setor Náutico, o deputado João Amin (PP) lembrou a dificuldade que Florianópolis enfrenta para impulsionar o setor. “Se pode construir infraestrutura náutica em qualquer lugar do Brasil, menos em Florianópolis”, disse. Nem seus pais, Espiridião e Angela, que foram prefeitos da Capital, conseguiram fazer páreo a um estridente grupo (quase ninguém nativo) que se posiciona contra projetos importantes.

Conduta reprovável
Uma semana depois da agressão sofrida por uma professora em Indaial, o TJ-SC negou por unanimidade recurso de um professor contra sentença que o demitiu do serviço público e determinou sua incompatibilidade para o exercício de cargo ou emprego público por cinco anos. Entre outros motivos, se alterava diante da classe, fazia piadas, falava de sua vida particular e perdia o domínio da turma. Também houve queixas de alunos por tratamento diferenciado, uso de palavras de baixo calão, referências à vida sexual em aula, bebedeiras e assédio a alunas.

Auxílio à PM
Notícia rara: os vereadores de Jaraguá do Sul aprovaram projeto de lei de autoria do Executivo e que autoriza o município a repassar R$ 150 mil à Polícia Militar para aquisição de armamento para o 14º Batalhão da cidade. Só de fuzis são seis, que custam R$ 8.569 cada um.

Conta azeda
Contando exames, medicamos e procedimentos que a justiça obriga o governo estadual a bancar, a conta chega a astronômicos R$ 680 milhões. Assim pouco sobra para pagar fornecedores, hospitais e convênios, a quem o governo deve de R$ 540 milhões.

DETALHES
Este espaço resiste a ingressar no grupo de milhões de brasileiros de semblante triste e possuidores do sentimento de que o país não tem mais jeito.

A Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Assembleia Legislativa aprovou terça-feira projeto de lei que reserva no mínimo 30% das vagas para vigilantes do sexo feminino nos contratos celebrados pela administração pública estadual nas áreas de segurança, vigilância e transportes de valores.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio