Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Decisão da OAB de pedir afastamento de Moro é afoita

Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Decisão da OAB de pedir afastamento de Moro é afoita

Raul Sartori

Pressa 1
Foi no mínimo afoita decisão do Conselho Federal da OAB ao recomendar o afastamento do ministro Sergio Moro e dos procuradores da Lava Jato, citados na reportagem do site The Intercept. Não houve consulta às seccionais, como de SC.

Pressa 2
Divulgou-se ontem em potins políticos que conselheiros da entidade sugeriram à direção que interpele o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal. Depois das reportagens do The Intercept, ele disse à GloboNews que tem “dificuldade de entender a euforia que tomou os corruptos e seus parceiros”. E milhões de brasileiros de bem, também.

Veja também:
Confira número de filiados dos partidos em Brusque após as eleições presidenciais 

MP-SC rejeita denúncia sobre eleição do Conselho Tutelar de Brusque 

Aplicativo de transporte destinado apenas para mulheres já funciona em Brusque

Promessa
Os mandantes da Assembleia Legislativa, Tribunal de Justiça, Ministério Público, Tribunal de Contas e Udesc, que festejaram a manutenção dos atuais percentuais do duodécimo repassado pelo Executivo, concordaram com a construção de um “novo projeto de lei” para regular a eventual devolução das “sobras”. Quem diz que haverá sobras de agora em diante? Contem outra piada, senhores.

Pergunta
Se tivesse o respaldo de pesquisas de opinião recentes, o governador Carlos Moisés, com o suporte de 80% de votos válidos no segundo turno, abriria mão, como fez, da redução do porcentual que é repassado para os poderes?

Desafio
No final da votação em que o governador Carlos Moisés teve que ceder na questão da redução do duodécimo, o deputado governista Coronel Mocellin (PSL) fez rapidamente uma conta: de tudo o que o governo arrecada, 25% vai para os municípios, 25% para educação, 15% para a saúde, 1% para as emendas impositivas e 22% para duodécimo dos outros poderes. Sobra para o governo 12% para pagar a folha, tentar quitar R$ 4,2 bilhões de dívidas, outros R$ 3,7 bilhões de déficit da Previdência e o salário dos aposentados. Todo mês falta no caixa entre R$ 150 a R$ 200 milhões. E lançou um desafio: quer ver a cara de colegas, logo ali à frente, pedindo mais dinheiro para a saúde, educação, etc.

 

Valores morais
Sérgio Moro e Deltan Dallagnol foram clonados por dizer que iriam prender corruptos, certo? Neste país de mentira, o probo nunca ou raramente triunfa. E ainda tem quem aplauda, desprezando o fato de jamais ter havido uma caça tão determinada aos corruptos. Revolta saber que um hacker foi contratado para quebrar o sigilo de autoridades que lutam contra a roubalheira que tanto empobrece a todos nós e aniquila com as instituições.

Defesa cibernética
No dia 22 de maio, portanto antes do episódio envolvendo a invasão ilegal do telefone do então juiz federal e atual ministro Sérgio Moro e integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato, a Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara dos Deputados aprovou requerimento da deputada Angela Amin (PP-SC) para a inclusão do tema “Política de defesa cibernética” na subcomissão de Cyber Segurança. “O setor cibernético é, ao lado do espacial e do nuclear, estratégico para a defesa do país, o que requer seu fortalecimento, aperfeiçoando dispositivos de segurança e adotando procedimentos que diminuam sua vulnerabilidade”, afirma a deputada, que é vice-presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia.

Estado metido
As praias de nudismo em SC – em Balneário Camboriú, na Ilha de SC e Palhoça – nunca deram problema às autoridades; se autorregulam. E assim, com raras exceções, são as outras no resto do país. Mas os políticos querem meter seu nariz no assunto, e já tem projeto no Congresso para “regulamentar”, em âmbito nacional, a prática do naturismo, também conhecida como nudismo. Quem apostar como vão bagunçar tudo?

Veja também:
Moradores reclamam dos frequentes buracos na rua Florêncio Day, no bairro Azambuja

Procurando imóveis? Encontre milhares de opções em Brusque e região

Blumenauense cria projeto que espalha estações meteorológicas pela cidade

Ativista
O deputado federal Darci de Matos (PSD-SC) é um ativista da causa animal. Por isso foi eleito 1º vice-presidente da comissão especial de maus-tratos de animais, no Congresso Nacional. A comissão analisa o projeto que altera a Lei dos Crimes Ambientais para aumentar a punição aplicada a quem pratica maus-tratos. Hoje é de 3 meses a 1 ano e multa. O projeto amplia para reclusão (regime inicialmente fechado) de 1 ano a 4 anos e multa,e abrange animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos.

Menos vereadores
Na primeira sessão do Legislativo chapecoense em junho, segunda-feira, foi adiada votação de projeto que propõe a redução do número de vereadores no município, de 21 para 17. O corte é uma das principais sugestões feitas pela sociedade ao Legislativo local.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio