Conteúdo exclusivo para assinantes

Deinfra promete duplicação da rodovia Ivo Silveira, entre Brusque e Gaspar, para este ano

Após anos de promessas descumpridas, governo diz que projeto está em elaboração

Deinfra promete duplicação da rodovia Ivo Silveira, entre Brusque e Gaspar, para este ano

Após anos de promessas descumpridas, governo diz que projeto está em elaboração

Demanda antiga, a duplicação da rodovia Ivo Silveira (SC-108), que liga Brusque a Gaspar, está prometida para sair do papel ainda este ano. O Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) informa que o projeto já está em fase de elaboração.

De acordo com o Deinfra, o projeto de duplicação deverá ficar pronto até maio. A licitação para a execução da obra está prevista para ser lançada em junho. As máquinas devem iniciar os trabalhos em julho, se este cronograma for seguido à risca, informa o órgão.

Como o projeto está em fase de elaboração, ainda não está definido quantos quilômetros serão executados. Há indicação, segundo o prefeito de Gaspar, Kleber Wan-Dall, de que parte será duplicada e parte apenas terá a capacidade aumentada.

Em tempos de crise financeira nos governos, sobretudo no estadual, uma dúvida é quanto à fonte dos recursos. A duplicação deve ser uma obra cara, assim como foi a rodovia Antônio Heil.

Segundo o Deinfra, os recursos já estão garantidos. Contudo, o estado ainda avalia como conseguirá o dinheiro: por meio de financiamento do Banco do Brasil ou diretamente da “Fonte 100”, ou seja, verba do caixa geral que pode ser empregada pelo governo livremente.

Desencontro de informações
O vice-prefeito de Brusque, Ari Vequi, já tem conhecimento do andamento do projeto da duplicação. Ele tem tratado com o governo estadual para tentar destravar a obra, mas afirma que o dinheiro poderia vir de financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

O prefeito de Gaspar, por sua vez, também tem tratado da duplicação diretamente com o secretário de Estado de Infraestrutura, Luiz Fernando Vampiro. No entanto, não lhe foi comunicado qualquer prazo para o começo da obra.

Mobilidade
A duplicação da Ivo Silveira é importante para a mobilidade entre Blumenau e Brusque. A rodovia serve também como corredor de serviços para o Porto de Itajaí.

Por isso, o vice-prefeito de Brusque diz que a obra deve ser bem pensada. “Para não acontecer o mesmo que com a Antônio Heil”, afirma, em referência à falta de passarelas e localização de viadutos.

Wan-Dall avalia que a duplicação é importante para a mobilidade dentro de Gaspar. Ele também destaca que a obra será importante para a economia dos municípios do Médio Vale do Itajaí.

Manutenção
A Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc) já apontou a necessidade de reparos urgentes na rodovia. A reportagem esteve no local nesta semana e passou por vários buracos e remendos.

Enquanto a duplicação não vem, o Deinfra promete para março obras emergenciais, como tapa-buracos, reforço na sinalização, retirada de entulhos e reparos nos trechos mais prejudicados.

Tentativas frustradas e promessas descumpridas

O Município tem acompanhado a situação da Ivo Silveira há anos. Nos últimos quatro, houve promessas de recuperação funcional (conserto de pontos mais danificados) não cumprida e a duplicação chegou a ser descartada completamente. Por isso a notícia de que a obra já está nos planos de 2018 surge como esperança de que, finalmente, haverá melhorias.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio