Deinfra vistoria obras de duplicação da rodovia Antônio Heil

Presidente do departamento veio a Brusque e Itajaí na sexta-feira

Deinfra vistoria obras de duplicação da rodovia Antônio Heil

Presidente do departamento veio a Brusque e Itajaí na sexta-feira

O presidente do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), Wanderley Agostini, esteve na região na sexta-feira, 8, para vistoriar as obras de duplicação da rodovia Antônio Heil (SC-486). Ele diz que os serviços estão sendo executados dentro do previsto, e, apesar da paralisação por causa da burocracia, as inaugurações devem ocorrer dentro do prazo normal.

O secretário-executivo da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Brusque, Ewaldo Ristow Filho, também participou das vistorias. A visita de Agostini e dos técnicos do Deinfra é um procedimento de rotina. Eles passaram por toda a SC-486, desde o entroncamento com a BR-101, em Itajaí. “Vimos que as obras estão andando bem e está num ritmo bem interessante”, afirma.

O trecho executado pela Irmãos Fischer tem o trabalho mais avançado. No entanto, de acordo com Agostini, os trabalhos estão bastante adiantados nas duas frentes – no trecho da empresa e na parte executada pelo estado. No caso da Irmãos Fischer, no momento os operários trabalham no viaduto. “O trecho da Irmãos Fischer, se não der nenhum problema, vamos inaugurar no fim do ano. As obras estão num ritmo muito bom”, afirma o presidente do Deinfra.

Trecho estadual

A parte da Antônio Heil que pertence a Itajaí, próximo da Epagri, deu muita dor de cabeça ao governo do estado. A obra demorou quase um ano depois da assinatura da ordem de serviço para começar e, posteriormente, ficou parada por causa das indenizações. Agora, o Consórcio Triunfo/Compasa, responsável pela execução dos trabalhos, retomou o ritmo normal.

Leia também: Inscrições para concurso Miss Brusque 2016 seguem até 20 de abril

O presidente do departamento de infraestrutura diz que os trabalhos estão andando bem, com a construção do elevado perto da Epagri e também outra estrutura no entroncamento com a BR-101. ” Nós temos dois quilômetros de pista imprimada para colocar a capa asfáltica, tem mais dois quilômetros que o serviço de terraplanagem está colocando rachão. E também tem bastante obras de arte feitas”, diz.

“Esperamos que o prazo seja mantido, mas nós vamos fazer uma reavaliação do cronograma da obra. Esperamos que seja mantido e a empresa recupere o tempo perdido com a paralisação”, afirma o presidente do Deinfra.

O prazo para o término da obra é até 2017. Ainda que tenha havido problemas, a expectativa do Deinfra é que o prazo se mantenha, desde que o clima ajude. “Fizemos esta vistoria e agora vamos nos reunir com os técnicos do Deinfra e da empresa que presta consultoria para a gente fazer uma avaliação, mas podemos dizer que está em um bom ritmo”, completa Agostini.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio