Imagens de acidente na Antônio Heil contradizem versão da polícia

DIC de Itajaí investiga ação de militares que atiraram contra um carro de Brusque no dia 5 de agosto

Imagens de acidente na Antônio Heil contradizem versão da polícia

DIC de Itajaí investiga ação de militares que atiraram contra um carro de Brusque no dia 5 de agosto

A câmera de segurança de uma empresa na rodovia Antônio Heil, no bairro Arraial dos Cunhas, em Itajaí, gravou o momento em que dois policiais militares atiraram contra um veículo de Brusque e atingiram o motorista na cabeça, na noite de 5 de agosto. Segundo o delegado Weidson da Silva, da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Itajaí, as imagens contradizem a versão deles.

O caso aconteceu depois que um veículo, conduzido por Christofer Mendes da Silva, de 20 anos, e a motocicleta do policial Anderson Azevedo – que trabalha em Navegantes e naquele momento estava de folga -, colidiram na rodovia Antônio Heil. Por causa dos ferimentos no pé, Anderson chamou seu pai, Fábio Azevedo, que é sargento da Polícia Militar, para ajudá-lo.

No local, os policiais pediram que Silva esperasse a Polícia Militar Rodoviária chegar para registrar a ocorrência, porém, por estar sem a sua carteira de habilitação, ele entrou no carro e tentou ir embora, quando foi alvejado pelos tiros, sendo que um deles o atingiu na cabeça. Dentro do veículo estavam também a esposa de Silva e a filha de três meses, que estava na cadeirinha no banco de trás.

O jornal Município Dia a Dia não teve acesso as imagens, porém, o delegado afirmou que no vídeo é possível ver os policiais efetuarem vários disparos. À polícia, Fábio alegou que seu filho efetuou três disparos contra o carro na intensão de protegê-lo, já que Silva, no momento da fuga, tentou atropelá-lo. Mas essa versão não condiz com as imagens das câmeras de segurança.

“Quando o motorista do carro tentou sair, o pai do policial [sargento Fábio Azevedo] se colocou na frente do veículo com a arma em punho, então ele desviou do sargento e seguiu em fuga. Não deu a impressão de que ele iria atropelá-lo, muito pelo contrário. Em seguida, pai e filho efetuaram disparos contra o veículo. Uma perícia vai apontar exatamente quantos tiros foram, mas foram mais do que três”, afirma.

Silva foi encaminhado a um hospital em Itajaí, mas agora segue internado em estado grave no Hospital Ruth Cardoso, em Balneário Camboriú. Na noite do acidente, a esposa do motorista prestou depoimento, mas o soldado Anderson Azevedo ficou calado e alegou que só iria depor em juízo. O sargento Fábio Azevedo ainda não foi ouvido, mas deverá ser chamado em breve. De acordo com o delegado, os dois policiais serão investigados por tentativa de homicídio.

Carro era conduzido por Christofer Mendes da Silva, que levou um tiro na cabeça na noite de 5 de agosto
Carro era conduzido por Christofer Mendes da Silva, que levou um tiro na cabeça na noite de 5 de agosto
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio