Conteúdo exclusivo para assinantes
Página 3

Bastidores da política e do Judiciário, opiniões sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro público

Deputado federal Peninha anuncia R$ 3,6 milhões em emendas para Brusque

Página 3

Bastidores da política e do Judiciário, opiniões sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro público

Deputado federal Peninha anuncia R$ 3,6 milhões em emendas para Brusque

Página 3

O deputado federal Rogério Mendonça, o Peninha (MDB), esteve em Brusque ontem, onde se reuniu com o prefeito Jonas Paegle para discutir a liberação de emendas parlamentares de sua cota para o município.

Segundo ele, há uma emenda de R$ 500 mil já disponível para a saúde, para compra de equipamentos, que a prefeitura discute onde vai aplicar. Há ainda uma emenda de R$ 600 mil para um ginásio de esportes, que a prefeitura precisa ainda definir e cadastrar um terreno junto ao governo federal, para que o recurso possa ser liberado.

Há ainda outros R$ 500 mil para pavimentações, que a prefeitura também precisa definir quais ruas serão contempladas.

No próximo mês, Peninha pretende também encaminhar emenda de R$ 120 mil para a Apae, R$ 300 mil para o Hospital Azambuja e de R$ 200 mil para o Hospital Dom Joaquim. Há, ainda, mais R$ 150 mil para a prefeitura, entre outros recursos.

No total, diz o deputado, suas emendas para Brusque somam cerca de R$ 3,6 milhões. Algumas delas serão liberadas em breve, outras ainda precisam de encaminhamentos e devem ficar para depois do período eleitoral.

Eleições 2018
Peninha, em entrevista para O Município, confirmou que será candidato a reeleição para a Câmara dos Deputados. Para ele, a definição de candidaturas a nível estadual depende muito das composições que serão feitas.

Sua defesa é que o MDB tenha candidato ao governo do estado, e seu nome preferido é o presidente do partido e colega de bancada, Mauro Mariani. O deputado afirma que irá apoiar a candidatura de Jair Bolsonaro à presidência.

Peninha não acredita nas especulações de que o presidente Michel Temer irá se candidatar à Presidência. “Ele está no fim do governo, se disser que não é candidato a nada, o governo dele vai morrer antes da hora”, avalia. Para Peninha, o nome de Henrique Meirelles, hoje no PSD, é o mais certo a ser endossado pelo partido.

Desarmamento
O deputado também comentou o fato de seu projeto que revoga o estatuto do desarmamento ainda não ter entrado na pauta da Câmara dos Deputados, apesar de já estar pronto para isso há bastante tempo.

Peninha avalia que o projeto está sendo barrado pelos líderes partidários, que junto ao presidente da Câmara decidem a pauta de votação, por medo da reação da opinião pública quanto ao tema.

“O presidente da Câmara prometeu para abril [colocar em pauta], esperamos que ele realmente coloque em votação, mas ele está recebendo uma pressão muito grande, inclusive da TV Globo”.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio