Detento da Unidade Prisional Avançada de Brusque (UPA) morre no hospital

Gilberto Pereira dos Santos estava preso há quatro meses, pelo crime de furto

Detento da Unidade Prisional Avançada de Brusque (UPA) morre no hospital

Gilberto Pereira dos Santos estava preso há quatro meses, pelo crime de furto

Gilberto Pereira dos Santos, 51 anos, morreu no início da tarde de terça-feira, 3 de dezembro, no Hospital Azambuja. Santos estava preso na Unidade Prisional Avançada (UPA) de Brusque há quatro meses, pelo crime de furto. Segundo o diretor, Giovane Bleichuvel, o detento foi encaminhado ao hospital, após passar mal dentro da unidade e morreu após ser atendido pelo médico, no Azambuja. 

Por volta das 12h50, o detento chamou os agentes penitenciários e disse que estava com o peito apertado e alguns caroços na perna e pediu para ir ao médico. Após o término do almoço, ele foi encaminhado para o Hospital Azambuja. Segundo os agentes que o conduziram, ele saiu da cela caminhando e conversava normalmente.

Na chegada do hospital, ao abrir a caixa de transportes de presos, depararam com Santos caído. Um médico foi acionado imediatamente e colocaram o detento em uma maca. Porém, algum tempo depois o médico informou a morte. 

De acordo com o diretor da unidade, o corpo de Santos foi conduzido para o Instituto Médico Legal (IML), pelo Instituto Geral de Perícias (IGP), onde passou por uma perícia para diagnosticar a causa da morte. A família de Santos foi contatada para retirar o corpo para o sepultamento. 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio