Detentos decretam greve de fome

Uma carta enviada à imprensa na manhã de hoje pede afastamento do diretor da UPA

Detentos decretam greve de fome

Uma carta enviada à imprensa na manhã de hoje pede afastamento do diretor da UPA

Os detentos da Unidade Prisional Avançada (UPA) de Brusque decretaram greve de fome na manhã de hoje. O jornal Município Dia a Dia recebeu nessa manhã uma carta dos familiares dos presos com algumas reivindicações. Eles garantem que permanecerão em greve até que o diretor Eduane Borges Pinto seja afastado do cargo. No documento, eles pedem por alguém “que saiba administrar um sistema carcerário” e afirmam que existe um abuso de poder tanto da parte do diretor quanto dos agentes. Em contato com a UPA, o diretor não quis se manifestar até o momento, mas estava ouvindo os detentos. 

Na carta, os detentos contam que não possuem material de higiene pessoal; atendimento básico de saúde; superlotação nas celas; racionamento de energia e água; desrespeito com os familiares; falta de um espaço digno para visitas e o aumento da hora de visita íntima. 
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio