Diretoria do Marreco apresenta novos reforços para Divisão Especial

Zagueiro Cleyton, volante Fabiano e atacante Eydison foram anunciados junto com o meia Santos, que já treinava com o grupo

Diretoria do Marreco apresenta novos reforços para Divisão Especial

Zagueiro Cleyton, volante Fabiano e atacante Eydison foram anunciados junto com o meia Santos, que já treinava com o grupo

O Brusque apresentou oficialmente mais quatro reforços para Divisão Especial do Campeonato Catarinense. Chegaram o meia Santos, o volante Fabinho, o atacante Eydison e o zagueiro Cleyton. O primeiro veio do Atlético Ibirama. O último já atuou com a camisa do Marreco e vem por empréstimo do Avaí. Ele jogou pelo Brusque em 2012. 
Outro que retorna é Fabiano, que passou pelo clube em 2011. Eydison chega como indicação direta de Rogério Perrô. “É um jogador canhoto com força. E tem muita disposição dentro de campo. Jogador que tem característica de uma competição desta. Além de saber fazer gol”, avalia o treinador.
O atacante se define como alguém que ‘gosta de guerrear e que vai procurar fazer muitos gols’. Conheço o professor, e é uma experiência nova se tratando de segunda divisão. Mas a expectativa é das melhores. A gente espera junto com o grupo fazer um grande trabalho”, comenta o atleta, que antes de jogar no Cianorte atuou no Palmeiras, Barueri, Red Bull e futebol japonês.
Elenco
O primeiro dos reforços a chegar foi Santos, que já treina com a equipe desde o início da semana. Mesmo após pouco contato com os demais atletas, o jogador afirma que o grupo tem qualidade para trazer o Marreco novamente à primeira divisão. “Vamos fazer o melhor para o Brusque. Colocar o clube na elite do futebol catarinense. É um time que não merece estar na segunda”.
Outro que demonstra confiança no acesso é Fabinho. O jogador estava no Aparecidense, onde chegou a disputar as semifinais do Campeonato Goiano deste ano. “Cheguei ontem [quarta-feira, 15], e fiz dois trabalhos só. Mas pelo pouco que vi até agora, é um grupo que vai lutar até o final e colocar o Brusque na elite do Catarinense”.
Cleyton também é conhecido da torcida. O zagueiro de 24 anos já havia sido confirmado desde o início do mês pela diretoria, mas sua negociação foi atrapalhada pelo interesse de outros clubes. “Tinha negociação com um time de Cuiabá e outro de São Paulo, mas não houve um acerto salarial. O Danilo [Rezini] e o Carlos [Beuting] me ligaram, fizeram uma proposta, e isso me fez vir para cá”, conta.
O jogador chega para disputar posição com Alexandre Carvalho e Neguette e, apesar da pouca idade, é um dos mais experientes na competição . O atleta, que ano passado esteve no grupo que subiu com o Guarani de Palhoça, conta a receita do acesso.  “A gente tem que jogar como a segunda divisão pede. Futebol mais forte, marcador. Nossa equipe é qualificada, mas vai ter momentos no campeonato que vamos ter que saber jogar dando chutão”, revela.
Formação
Com a chegada dos reforços, o Brusque chega agora a 13 atletas contratados. Eles se juntam a outros seis dos Juniores que estão sendo aproveitados pelo técnico Rogério Perrô. O treinador diz que vem sendo surpreendido com as promessas.
 “A base me surpreendeu positivamente. Em uma semana de trabalho os atletas evoluíram bastante. São bons jogadores, que estão buscando seu espaço. Agora, se vão jogar não sei. Não existe protecionismo, quem estiver melhor joga”, ressalta.
O Brusque ainda pretende apresentar um segundo volante, um meia e um atacante antes de fechar o grupo que estreia na Divisão Especial.
Amistoso
O primeiro desafio do Bruscão na temporada será neste sábado, às 10h, quando o Marreco fará amistoso contra a equipe Sub-20 do Figueirense, em Florianópolis. A estreia na Divisão Especial será no dia 26 de maio contra o Imbituba. Ainda em campo indefinido. A expectativa é de que o clube mande a primeira partida no Estádio Doutor Hercílio Luz, em Itajaí. 
Mas a diretoria também trabalha com a possibilidade de o clube mandar o duelo no estádio Valério Gomes Neto, em São João Batista. Danilo Rezini se reúne hoje com o prefeito da cidade para viabilizar um acordo. Também estarão presentes o superintendente da Fundação Municipal de Esportes de Brusque e de São João Batista, além de membros da diretoria do Marreco.
Augusto Bauer
O mandatário do Brusque também afirma que segue em negociação com o Carlos Renaux. A proposta de acordo enviada pelo Vovô, e antecipada pelo MDD na edição de quarta-feira, 15, foi recebida no fim do mesmo dia pela direção do Marreco.
O Vovô cobra cerca de R$ 20 mil referentes as dívidas com o uso do estádio no ano passado. E estabelece o valor de R$ 2,5 mil para jogos diurnos e R$ 3,5 mil para noturnos em um novo contrato. O valor seria recebido por meio de repasse direto de placas de publicidade captadas pelo Brusque. Segundo Danilo Rezini, a última situação é a mais difícil de ser solucionada.
“Eles querem que pague a dívida do ano passado, e não vejo problema algum. Reconhecemos  e vamos pagar. A outra questão é o pagamento do aluguel. De início não aceitamos, pois o Brusque não tem condições de pagar este valor”. A diretoria do Marreco pretende discutir a proposta até segunda-feira (20), quando encaminhará uma resposta aos representantes do Vovô.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio