Dois jovens são presos após assalto ao Mercado Barni, no Limeira

Eles estavam armados com duas pistolas de brinquedo e fugiram numa moto furtada

Dois jovens são presos após assalto ao Mercado Barni, no Limeira

Eles estavam armados com duas pistolas de brinquedo e fugiram numa moto furtada

Dois jovens foram presos pela Polícia Militar no começo da noite desta sexta-feira, 12, por volta das 19h20, cerca de uma hora após terem roubado o Mercado Barni, na rua Alberto Müller, bairro Limeira.

Alan Júnior Sampaio dos Santos, 18 anos, e Augusto César Bertoli, 20, foram perseguidos e presos pelo Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) ao serem localizados na rua Luiz Mafezzoli, conhecida como rua do Fogo, no mesmo bairro onde aconteceu o crime.

Era por volta das 18h quando os dois assaltantes invadiram o mercado com duas pistolas e anunciaram o assalto a duas funcionárias que estavam nos caixas.

Antes de saíram, um cliente entrou no estabelecimento e também foi rendido. Os jovens estavam com o rosto coberto por um tecido e o capacete na cabeça. Após recolherem o dinheiro e a carteira do cliente, fugiram em uma motocicleta em direção a Camboriú, pela estrada secundária.

Como residem no bairro onde praticaram o roubo, após darem uma volta pelo município de Camboriú, os dois suspeitos retornaram ao bairro Limeira e deram de cara com a guarnição do PPT que começou a perseguição e na rua Luiz Mafezzoli conseguiram abordar um dos acusados e o outro correu para o matagal, mas um dos policiais o perseguiu por cerca de 600 metros, conseguindo alcançá-lo e prendê-lo.

Além da motocicleta CG 125 Fan, de cor preta e placa de Brusque, que tinha sido furtada por Bertoli um pouco mais cedo, próximo ao Banco do Brasil do Centro, a PM localizou duas pistolas de brinquedo (simulacro) e R$ 438 em dinheiro, sendo que R$ 270 pertenciam ao cliente e o restante ao mercado. A motocicleta teve a placa adulterada com fita isolante e foi dobrada para dificultar a identificação.

Mulher grávida

Aos prantos, já na delegacia, Bertoli relatou que tinha uma única passagem pela polícia por uso de drogas e que responde a um termo circunstanciado por isso. Emocionado, justificou o assalto dizendo que a sua esposa está grávida de oito para nove meses e que precisava do dinheiro para comprar enxoval para o filho que vai nascer nos próximos dias.

Ele mora no residencial Sesquicentenário e assim como seu comparsa, que reside bem próximo do mercado, eram clientes do estabelecimento, segundo relatou o proprietário. Santos não tinha passagens pela polícia.

Os dois presos foram entregues na Delegacia de Polícia Civil, assim como o dinheiro e as armas de brinquedo apreendidas. A motocicleta foi recolhida ao pátio para posteriormente ser entregue ao proprietário.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio