Dpcami de Brusque reativa setor de psicologia

Larissa Tartas Canali atua há um ano e meio na área policial

Dpcami de Brusque reativa setor de psicologia

Larissa Tartas Canali atua há um ano e meio na área policial

Depois de cinco meses sem uma psicóloga policial, a Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (Dpcami) de Brusque passou a contar, desde quinta-feira, 5 de dezembro, com os trabalhos de uma profissional. Larissa Tartas Canali, 29 anos, natural de Ivaiporã, no Paraná, assumiu a vaga de Isis Rodrigues, que foi transferida para a delegacia de Biguaçu, na Grande Florianópolis. 

Larissa é formada em psicologia há seis anos e especializada em psicologia clínica e jurídica. Há um ano e meio trabalha no setor policial. “Estava atuando em Canoinhas, no Planalto Norte do estado, mas para ficar mais próxima de minha família, que mora em Florianópolis, pedi a transferência”, informa a psicóloga.

Nos primeiros dias, Larissa passa por adaptação com o novo local de trabalho e com os casos que terá que investigar. “Ainda não deu para ter uma noção de como será e do que enfrentarei, mas acredito que será tranquilo”, opina. Apesar do pouco tempo na cidade, Larissa já aprovou o novo lar. “As pessoas são muito receptivas, assim como foram comigo aqui na delegacia. É uma cidade não muito grande, mas traz muitas oportunidades e têm mais alternativas”, analisa.

Segundo a psicóloga, o principal foco do trabalho é o atendimento às vítimas de violência. “Trabalharei focada nas investigações dos casos que envolvem desde crianças a idosos”, explica. Entre os trabalhos mais complexos de investigar, Larissa destaca os crimes que envolvem crianças muito pequenas. “Muitas não têm ainda o desenvolvimento completo da fala. Então, existe a dificuldade de entender como acontece o fato. Tem que cuidar com as interpretações dadas. É um trabalho bem minucioso”, relata. 

A psicóloga diz que possui uma boa expectativa com a cidade. “Tenho planos de ficar pela região. Sei que terei bastante trabalho, mas acredito que será bem tranquilo e bom trabalhar em Brusque”, comenta. 

Delegado comemora vinda da profissional
O delegado da Dpcami, Alonso Moro Torres, diz que desde quinta-feira, 5 de dezembro, o setor de psicologia voltou a ser ativado. “Temos psicóloga policial. Ela não fará trabalhos de terapia e sim, ajudará nas investigações”, avisa. Ele ressalta que Larissa faz parte da instituição civil e com curso de especialização pela Academia de Polícia Civil de Santa Catarina (Acadepol). 

Segundo o delegado, ela ouvirá e analisará as crianças envolvidas em qualquer circunstância e emitirá os relatórios. “Além de atuar com adolescentes, mulheres e idosos”, acrescenta Torres. 
O delegado frisa que a função da psicóloga policial na Dpcami é esclarecer os crimes e prestar orientações. “Tenho certeza que a Larissa dará uma contribuição importante para a região. Exercerá um trabalho fundamental na delegacia”, complementa.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio