Duplas brusquenses de futevôlei faturam medalhas na ‘1ª Copa das Estrelas’

O evento foi realizado em Concórdia, e contou com a presença de 56 duplas

Duplas brusquenses de futevôlei faturam medalhas na ‘1ª Copa das Estrelas’

O evento foi realizado em Concórdia, e contou com a presença de 56 duplas

A Associação Brusquense de Futevôlei (ABF) marcou presença de destaque na 1ª edição da Copa das Estrelas. O evento foi realizado em Concórdia, e contou com a presença de 56 duplas divididas em duas categorias: a Série Ouro e a Prata. Cinco atletas brusquenses representaram a ABF: Rimer, Binho, Renan, Jean e Tarcísio.

Duas duplas com atletas da associação se destacaram na competição. Renan, que fez parceria com o itajaiense Juninho, faturou o segundo lugar da Série Ouro. Rimer e Binho alcançaram o mesmo desempenho da Série Prata. Estiveram presentes duplas de dez estados brasileiros e também do Paraguai. O evento no oeste catarinense teve presenças ilustres. Edilson ‘Capetinha’ e Clayton, ex-jogadores de futebol om passagens de destaque por vários clubes do futebol nacional, entre eles o Flamengo, participaram das partidas em Concórdia. As atletas campeãs mundiais da modalidade Lana, Aninha, Regina e Thais também marcaram presença.

Campanha

Os primeiros jogos da competição foram marcados por chuva intensa e tempo frio. A primeira fase foi disputada em sistema de eliminatória dupla, ou seja, os atletas que perdessem duas partidas estariam automaticamente eliminados.

Série Prata

Na Série Prata, Rimer e Binho venceram as duas primeiras com folga, mas tropeçaram diante dos catarinenses Beto e Fábio. A dupla brusquense não poderia perder mais nenhum jogo e foi o que aconteceu. Os atletas venceram as três partidas seguintes. Na sequência, encontraram os paranaenses Cavalão e Bicudo. Em duelo difícil, a dupla de Brusque venceu na semifinal por 18 a 15. Na grande decisão, os representantes da cidade reencontraram Beto e Fábio, mas não conseguiram ‘dar o troco’ na dupla rival. Os brusquenses perderam novamente, desta vez por 18 a 8.

Série Ouro

A dupla que disputou a série principal, Renan e Juninho, ganhou todas as partidas até a semifinal, deixando 20 duplas para trás. Na semifinal da Série Ouro, os catarinenses enfrentaram o conterrâneo Dado e o paranaense Rafa, Venceram os oponentes num apertado 18 a 16. Após estarem perdendo por 15 a 14, Renan e Juninho conseguiram virar a partida.

Na grande final, a dupla catarinense teve pela frente Victor e Esteban, do Paraguai. Com grande público, a partida foi disputada numa melhor de três sets até 15 pontos. Renan e Juninho foram surpreendidos pelo futevôlei descontraído e técnico dos paraguaios, perdendo o primeiro set por 15 a 6. Já no segundo set, o jogo foi mais parelho, mas mesmo assim, o futevôlei paraguaio se sobrepôs e a dupla fechou o jogo em 15 a 12.

Catarinenses em alta

O atleta e medalhista Rimer aproveitou para destacar a soberania catarinense na competição. Apesar de ser um evento que contou com duplas de diversos estados brasileiros e também de fora do país, Santa Catarina ficou com a prata na principal categoria e conseguiu uma ‘dobradinha’ ao chegar no pódio da outra categoria. “Santa Catarina provou, mais uma vez, que o futevôlei praticado no estado ganha cada vez mais respeito a nível nacional”, diz Rimer.

Classificação final

Série Prata

Colocação / Atleta / Origem
1º lugar – Beto e Fábio-  SC
2º lugar – Rimer e Binho –  SC
3º lugar – Cavalão e Bicudo – PR
4º Lugar – Diego e Pedro – SC

Série Ouro

Colocação / Dupla / Origem
1º lugar – Victor e Esteban – Paraguai
2º lugar – Renan e Juninho – SC
3º lugar – Dado e Rafa SC – PR
4º lugar – Jony e Bota – Paraguai

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio