Duplicação da Ivo Silveira está fora dos planos do governo estadual

De acordo com o Deinfra, está previsto para a rodovia apenas uma recuperação funcional

Duplicação da Ivo Silveira está fora dos planos do governo estadual

De acordo com o Deinfra, está previsto para a rodovia apenas uma recuperação funcional

Enquanto a Prefeitura de Brusque pretende duplicar o trecho brusquense da rodovia Ivo Silveira (SC-108), que liga o município a Gaspar, os planos do governo do estado para a estrada são outros. De acordo com o Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), a rodovia deve receber apenas uma recuperação funcional, que consiste no conserto dos pontos da base da estrada que estão mais danificados.

Com isso, está previsto para a rodovia a retirada da camada de asfalto já comprometida nos 21,6 quilômetros entre Brusque e Gaspar, e a aplicação em todo o leito da estrada de uma nova camada de asfalto do tipo borracha, que diminui o ruído no interior do veículo, aumenta a aderência e contribui para a retirada de pneus usados de circulação.

Após a recuperação do asfalto, o Deinfra prevê também a implantação de nova sinalização horizontal e vertical. No entanto, o órgão estadual informou que o projeto para a recuperação da rodovia está em fase de conclusão, mas ainda não é possível precisar uma data para que seja aberto o edital de licitação para a escolha da empresa que executará a obra.

A assessoria de imprensa do Deinfra informou também que a rodovia Ivo Silveira deve receber apenas a recuperação asfáltica, e que não existem planos de duplicação e nem implantação de terceira pista no local.

Duplicação

Em junho, quando o governador Raimundo Colombo esteve em Brusque para repassar recursos ao Centro Universitário de Brusque (Unifebe), o prefeito Paulo Eccel aproveitou a oportunidade e entregou em mãos o projeto feito pela prefeitura para a duplicação da rodovia Ivo Silveira.

De acordo com Eccel, o governo do estado ainda não deu retorno sobre o assunto. “Entregamos o projeto e estamos aguardando a manifestação do estado”, diz.

Para o prefeito, apenas a recuperação da estrada não resolverá os problemas. “A duplicação é necessária. Quem trafega por ali percebe que o trecho está estrangulado. Para facilitar a vida do estado a prefeitura se adiantou e fez o projeto, que foi entregue na mão do governador. Só tapar buraco nessa rodovia não resolve. Ela precisa de um aumento da capacidade”.

Após o período eleitoral, o prefeito afirma que o desejo da duplicação da rodovia será reforçado. “Sabemos que estamos em período eleitoral e que tudo fica mais lento, as coisas não andam, mas passada a eleição, seja quem for o vencedor do pleito estadual, vamos manter o contato para que esse projeto prossiga e vire realidade o mais rápido possível”.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio