Em jogo festivo, Seleção de Craques vence Bruscão de 92 por 5 a 4

Edílson Capetinha, ex-Corinthians, foi o destaque da partida com 3 gols marcados

Em jogo festivo, Seleção de Craques vence Bruscão de 92 por 5 a 4

Edílson Capetinha, ex-Corinthians, foi o destaque da partida com 3 gols marcados

Em comemoração ao aniversário de 156 anos de Brusque – celebrado hoje – o ex-jogador do Brusque Futebol Clube, Neilor de Araújo, promoveu na tarde desta quinta-feira, 4, um jogo festivo entre o Bruscão de 92, campeão do estadual daquele ano, contra uma seleção de craques com ex-jogadores de times tradicionais do país. A partida terminou com vitória da seleção de craques por 5 a 4.

Entre os ex-jogadores da seleção de craques estavam o atacante Edílson Capetinha, ex-Corinthians e pentacampeão do mundo com a seleção, o zagueiro André Luís, ex-Botafogo e Santos, o meio-campista Paulo Isidoro, ex-Palmeiras, e o volante Claiton, ex-Internacional. Além dos craques, outro personagem conhecido no futebol brasileiro também marcou presença no jogo: o árbitro Margarida, que ganhou repercussão nacional nas décadas de 80 e 90 pela irreverência em campo.

Durante o jogo festivo, a irreverência de Margarida contagiou os cerca de 250 torcedores que compareceram ao estádio do Clube Esportivo Paysandú. As corridas e os trejeitos, além das broncas nos atletas, arrancaram gargalhadas do público.

Outro personagem que também se destacou no jogo foi Edílson Capetinha. O ex-atacante, que jogou pelo time do Bruscão de 92, marcou três dos quatro gols de sua equipe. O primeiro aos 3 minutos de jogo, após driblar o goleiro. O segundo aos 18 minutos, depois de tabela em frente ao gol com Cláudio Freitas, ex- jogador do Bruscão. E o terceiro nos minutos finais do primeiro tempo depois de puxar contra-ataque, invadir a área e tocar por cima do goleiro.

Ainda no primeiro tempo, o camisa 11 do Bruscão de 92, Neilor, também marcou, logo após o primeiro gol de Edílson. Neilor aproveitou rebote do goleiro depois de cobrança de escanteio e tocou rasteiro para a rede – 4 a 0.

Enquanto o primeiro tempo foi de domínio do Bruscão de 92, o segundo tempo foi todo da seleção de craques, que virou o placar. Aos 4 minutos, o camisa 2, Nilson, fez o primeiro da equipe. Aos 11 minutos, o camisa 8, Dado, fez o segundo. Aos 20, Paulo Isidoro guardou o dele. E o último gol foi do camisa 16, Gildásio.

>>> Leia a matéria completa na edição de sexta-feira, 5, do jornal Município Dia a Dia.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio