Em jogo nervoso, Poço Fundo vence o Santos Dumont

Com a vitória, equipe poderá perder por um gol de diferença na volta

Em jogo nervoso, Poço Fundo vence o Santos Dumont

Com a vitória, equipe poderá perder por um gol de diferença na volta

O Poço Fundo visitou o Santos Dumont no domingo, 10, de manhã e conseguiu uma importante vitória por 3 a 1 no estádio Primeiro de Maio, no jogo de ida das quartas de final do Campeonato de Futebol Amador de Brusque. O resultado dá a vantagem de perder por um gol de diferença – e em alguns casos até dois -, pois o gol fora de casa é critério de desempate, assim como acontece na Copa do Brasil.

Apesar de três gols, o primeiro tempo pode ser resumido em uma frase: muita reclamação, pouco futebol. Ambas as comissões técnicas e atletas estavam muito nervosos e as reclamações atrapalharam o andamento da partida. O juiz teve de ter nervos de aço para aguentar a avalanche de chiadeira a cada mínimo lance.

amador brusque (1)
Jogo teve muitas faltas fortes e reclamações dos dois times

O Santos Dumont com mais volume de jogo no primeiro tempo. Mas o Poço Fundo se mostrou experiente e letal. Chegou poucas vezes e fez os gols. Aos 10, o camisa 10, Djonathan, fez de falta.

Já perto do apito final, o camisa 7, Carioca, ampliou após cruzamento da esquerda. Ainda na primeira etapa, aos 49, Marcelo bateu falta magistral e descontou para o Santos Dumont.

No segundo tempo, os ânimos continuaram exaltados. O árbitro chegou a advertir verbalmente Felipe Bodenmuller, técnico do Poço Fundo, por reclamação acintosa. No entanto, houve apenas um gol: o camisa 9, Edgar, cabeceou uma bola vinda de cobrança de falta e deu uma importante vitória para o Poço Fundo.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio