Em jogo-treino, Brusque empata sem gols com o Operário-PR

Quadricolor jogou com time alternativo, misto de titulares e reservas, contra um futuro adversário do Brasileirão Série D

Em jogo-treino, Brusque empata sem gols com o Operário-PR

Quadricolor jogou com time alternativo, misto de titulares e reservas, contra um futuro adversário do Brasileirão Série D

O Brusque ficou no empate sem gols com o Operário-PR nesta terça-feira, 14, em jogo-treino disputado no Centro de Treinamentos Rolf Erbe. Com um time composto por jovens jogadores da base e outros que ainda buscam oportunidade para se firmar na equipe do técnico Pingo, o Bruscão jogou em condições de igualdade com o adversário, que se prepara para a estreia na Série B do Campeonato Paranaense. As duas equipes se enfrentarão na fase de grupos da Série D do Brasileirão.

O jogo foi de certa forma equilibrado durante os 90 minutos. No segundo tempo, o Operário criou as principais oportunidades, mas quando exigido Dida se mostrou um bom nome para fazer sombra ao goleiro Rodolpho.

Na defesa, os jovens Pará, Luiz Renan e João Renato deram conta do recado ao lado do experiente Willames. Do meio para frente o Brusque também contou com jogadores experientes que buscam seu espaço na equipe principal após virem de um período de lesão, como é o caso de Pedrinho.

Diogo Roque teve a oportunidade de entrar jogando, mas sentiu dores e foi logo substituído com 20 minutos de partida. Na frente os jovens Luizinho e Baianinho se destacaram com boas puxadas de contragolpe.

Mesmo com o empate sem gols, o técnico Pingo gostou do que viu. “Foi bom até porque esses atletas não vinham atuando há muito tempo. Sabemos a dificuldade do treinamento, mas o mais importante foi o desenvolvimento na parte tática, a técnica a gente vai ver conforme eles forem atuando”, destaca.

O treinador diz que é fundamental dar condições de jogo a estes atletas em razão das dificuldades do Campeonato Catarinense. “Temos que colocar os jogadores que não vêm atuando em situação de jogo. Nada melhor do que você fazer um jogo bom, diante de um adversário tradicional que é o Operário. Para nós passa a ser importante porque disputamos um campeonato longo e tem situações de cartões e lesões, então nada melhor do que colocar nossos atletas para jogar”, observa.

Para o jogo com o Operário-PR, o Brusque entrou em campo com: Dida; Luiz Renan, João Renato, Willames e Pará (Foguinho); Diogo Roque (Luizinho), Eduardo, Pedrinho (Ricardo); Michel Douglas, Vicente (Gustavo) e Baianinho.

Visita à Escola Luiz Gonzaga Steiner

Os jogadores do Brusque voltam aos treinamentos nesta quarta-feira. Às 13h30 alguns atletas do time titular fazem uma visita às crianças da Escola Luiz Gonzaga Steiner, onde conversarão com alunos e contarão um pouco da experiência como atletas profissionais de futebol.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio