Conteúdo exclusivo para assinantes
Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Empresa que administra o aeroporto de Florianópolis teme entraves ambientais

Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Empresa que administra o aeroporto de Florianópolis teme entraves ambientais

Raul Sartori

Somos diferentes
É impressionante como tem gente influente querendo colocar SC no mesmo patamar de outros estados. Evidentemente que não vivemos em um paraíso, mas é fato a campanha explicita contrária, em diversos setores, deixando entrever dúbias intenções e propósitos. Comparações mostram que aqui, pelo menos, o governo do estado tem feito a sua parte. Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Sergipe, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Alagoas estão com os salários dos servidores atrasados. Aqui o funcionalismo já recebeu, em julho, a primeira parcela do 13º salário. As datas de pagamento dos salários até dezembro estão todas definidas. Outro detalhe mais que importante: o governador Raimundo Colombo não aumentou (e poderia, sem maiores dificuldades) os impostos como ocorreu em outros estados, mesmo sabendo que isso representaria um incremento significativo nas contas do Estado. O compromisso foi fortalecer as empresas e ampliar o mercado de trabalho, que é um dos maiores dos seus legados.

Nervosismo
A Zurich Airports, que assumiu recentemente a administração do aeroporto Hercílio Luz e garantiu que o empreendimento será entregue até outubro de 2019, não esconde o nervosismo com seguidos problemas, agora interpostos por burocratas ambientais, na construção do novo acesso. Às vezes omissos, como é agora, noutras caprichosos, no mau sentido. É o pragmatismo e a honestidade suíça enfrentando a malandragem (em todas as suas versões) tupiniquim.

Angústia
Em qualquer roda de pessoas da Serra ao Extremo-Oeste de SC um assunto em voga é a BRF, a super multinacional de carnes oriunda da fusão da Sadia com a Perdigão, e o rolo em que está metida com os irmãos Batista. A propósito, especulava-se muito em SC quem seria o novo presidente da empresa, já que havia oito candidatos à vaga. Os irmãos Joesley e Wesley acharam que o melhor seria o pai, José, de 84 anos, que fundou a empresa.

Urnas 2018
Durante reunião regional do Partido da República (PR) em Chapecó, sexta-feira, o deputado federal Jorginho Mello anunciou que a sigla vai ter, no mínimo, 30 candidatos a deputado estadual em 2018 e expectativa de eleger cinco republicanos para a Assembleia Legislativa. Um dos candidatos deve ser o vice-prefeito de Chapecó, Élio Cella. O atual estadual Maurício Eskudlark deverá disputar uma vaga na Câmara dos Deputados.

Erva-Mate
Projeto que institui a Política Nacional da Erva-Mate está na pauta da reunião da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária desta terça-feira, no Congresso Nacional. O objetivo é fomentar a produção sustentável, elevar o padrão de qualidade, apoiar e incentivar o comércio do produto, tradicionalmente consumido entre milhões de catarinenses, paranaenses e gaúchos. Apesar de sua importância, não tem crédito oficial para produção, industrialização e comercialização, e quase nenhuma pesquisa e assistência.

Universidades
Saiu ontem o Ranking Universitário Folha (RUF), da Folha de S. Paulo, e a UFSC, no momento sob açoites de um furacão, comparece em 6º lugar entre as melhores do país. O ranking reúne e classifica 195 instituições, públicas e privadas, a partir de cinco indicadores: pesquisa, internacionalização, inovação, ensino e mercado de trabalho. Entre as 100 melhores, de SC comparecem ainda a Udesc (43ª), Univali (74ª), Furb (75ª), Unesc/Criciúma (76ª) e Univille (94ª).

Escravidão
Em pesquisa para obter o título de doutora em Direito pela UFSC, a diretora da 2ª Vara do Trabalho de Chapecó, Helenice Braun, pesquisou durante três anos processos trabalhistas do município envolvendo indígenas da etnia kaingang. Na tese, que virou livro, relata fatos espantosos entre as 831 reclamatórias propostas por indígenas nas varas do município. Entre eles o longo período de deslocamento despendido por esses trabalhadores até o ambiente laboral. Em razão das comunidades indígenas serem distantes, houve casos em que o trajeto de ida e volta chegava a seis horas. Somadas às oito da jornada diária, ficavam 14 horas à disposição do empregador.

Abuso
A Advocacia-Geral da União (AGU) conseguiu derrubar, na Justiça, liminar que garantia a um paciente tratamento nos Estados Unidos, com todas as despesas pagas (cerca de R$ 10 milhões) pelos cofres públicos, sem qualquer análise prévia por parte de equipe médica especializada. O revoltante é que o Brasil possui três instituições de excelência autorizadas e aptas a realizar o mesmo procedimento. Sim, a saúde é um direito social garantido pela Constituição, de acesso universal e igualitário, mas que haja limites de proporcionalidade e ponderação.

DETALHE
O Ministério Público de SC começou ontem campanha educativa de conscientização para marcar a Semana Nacional do Trânsito. A ação é voltada às redes sociais e tem como objetivo incentivar a mudança de hábitos cotidianos que parecem inofensivos, mas que podem causar acidentes.

Se milhares de argentinos vem a SC no Verão, os brasileiros invadem a capital do país vizinho em outras épocas do ano, como agora. Os voos partem sempre lotados de Florianópolis. Há pacotes que custam menos de R$ 1 mil por pessoa, com hospedagem e café da manhã por três dias em Buenos Aires, que é uma cidade vibrante.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio