Empresários irão custear instalação de equipamento de hemodinâmica no Hospital Azambuja

Custo de implantação e reforma do hospital é estimado em aproximadamente R$ 3 milhões

Empresários irão custear instalação de equipamento de hemodinâmica no Hospital Azambuja

Custo de implantação e reforma do hospital é estimado em aproximadamente R$ 3 milhões

Empresários de Brusque se reuniram nesta terça-feira, 8, com a direção do Hospital Azambuja para discutir o processo de implantação da hemodinâmica na instituição.

A hemodinâmica é um exame que identifica obstruções das artérias coronárias ou avalia o funcionamento das válvulas e do músculo cardíaco com a finalidade de diagnosticar uma possibilidade de infarto agudo do miocárdio ou determinar a exata localização da obstrução que está causando o infarto.

O equipamento é fundamental para a sobrevivência dos pacientes que sofrem um infarto ou um acidente vascular cerebral (AVC) e hoje não é disponibilizado pelo SUS  em Brusque. Por isso, alguns empresários se reuniram e decidiram apoiar o projeto de hemodinâmica do Hospital Azambuja.

Veja também:
Promessas de campanha na Saúde: maior parte foi cumprida em Brusque

Ex-prefeito Ciro Roza é condenado por obra do prolongamento da Beira Rio

Criação de abelhas sem ferrão tem se popularizado na região nos últimos anos

“Problemas cardíacos e também AVC são os que mais atingem a nossa população e sabendo que o tratamento em minutos é fundamental para a sobrevivência, a Associação Empresarial junto com alguns grandes empresários da nossa cidade decidiram fazer essa parceria para equipar o hospital”, diz o presidente da Associação Empresarial de Brusque, Halisson Habitzreuter.

De acordo com ele, será instalado um equipamento completo e bastante moderno que atenderá os pacientes de convênios, particulares e também pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “O equipamento tem capacidade de fazer 50 exames diários, uma parte do hospital será reformada para a implantação desse equipamento”, diz.

Segundo ele, o projeto de reforma de uma ala do prédio já foi aprovado e agora o hospital negocia com fornecedores do aparelho para poder fazer a aquisição. A reforma do hospital e o aparelho de hemodinâmica devem custar em torno de R$ 3 milhões.

“A Acibr vai apoiar essa campanha encabeçada por grandes empresários como o Luciano Hang, o Ademar Sapelli e o Ingo Fischer. Convidamos a todos os nossos associados para participarem com uma quantia que será investida na saúde de Brusque como um todo”, destaca Habitzreuter.

O administrador do hospital, Evandro Roza, destaca que a participação da classe empresarial no projeto da hemodinâmica surgiu após uma reunião do conselho, que é formado por alguns empresários.

Veja também:
Aumento no número de cervejarias artesanais é comemorado pelo setor

Procurando imóveis? Encontre milhares de opções em Brusque e região

Jovem é preso por ameaçar a namorada e tentar cortar o cabelo dela com uma faca, em Blumenau

“Após essa reunião do conselho, os empresários se mobilizaram e realizamos esse encontro que contou com a parceria da Acibr. Também devemos fazer reunião com os presidentes dos núcleos da Acibr para poder angariar o máximo de recursos. O reflexo disso será o melhor atendimento à população. É uma ação importantíssima para o hospital”.

Um dos empresários que está a frente da causa, Luciano Hang explica que as contribuições serão divididas em duas categorias: ouro e prata. A ouro será para contribuições de R$ 100 mil e a prata para as de R$ 50 mil. “O objetivo é conscientizar o empresário para a causa. A compra deste equipamento representará o tempo entre a vida e a morte do paciente”, diz.

O presidente da Acibr afirma que a ideia é que até o início de agosto o equipamento já esteja realizando exames no hospital de Brusque. “Itajaí tem esse equipamento, Blumenau, Balneário Camboriú, e só Brusque não. Quando acontece alguma coisa, perdemos muito tempo nesse deslocamento e por isso, é difícil salvar o paciente. Este é um presente que a classe empresarial está dando para Brusque, sem nenhum dinheiro público envolvido”.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio