Os painéis solares são uma fonte de energia alternativa que, além de aproveitarem um recurso natural, auxiliam na redução de custos com eletricidade. O uso de energia solar pode ser feito tanto por residências quanto por empresas.

Do município de Santa Terezinha, a empresa Rudnik Soluções e Tecnologia vai participar pela primeira vez da Fairtec. O supervisor de vendas, Fagner Exteckoetter, diz que a ida ao evento é o primeiro passo para iniciar uma atuação na região.

A Rudnik vai apresentar painéis solares e inversores com tecnologia chinesa. Segundo Fagner, a China “é um celeiro de tecnologia em energia solar”. A principal característica dos equipamentos é a compatibilidade com qualquer tamanho de consumo.

O destaque vai para uma placa de 144 células, da BYD. “É uma tecnologia de ponta na qual um lado da placa não afeta a geração do outro”, explica o supervisor de vendas.

Foto: Rudnik Soluções/Divulgação

Além disso, será apresentado um inversor da GoodWe. “É um inversor que tem uma eficiência de 98,9% acima dos demais, no qual o inversor tem um acesso remoto”, diz Fagner. Dessa forma, a assistência do produto é feita de forma remota.

Durante a Fairtec, a Rudnik vai oferecer três kits com preços especiais para os visitantes do evento. O primeiro kit tem produção estimada de 330 quilowatt-hora no mês, o segundo 500 kwh e o terceiro, 600 kwh.

Empresa brusquense

A Rakia Energia também estará pela primeira vez na Fairtec. A empresa brusquense apresenta soluções por meio da energia solar e os equipamentos utilizados são de empresas no topo da classificação em tecnologias do setor.

Rakia/Divulgação

O diretor da Rakia, Rafael Foppa, explica que apesar de os painéis serem importantes, o que faz a diferença na estrutura é o inversor. “É ali que acontece a conversão da energia. Tem que ser muito bem equipado, com alta qualidade”.

Foppa destaca os inversores da Huawei, que oferecem 12 anos de garantia. “É o único do mundo que é blindado, não existe manutenção”, comenta. Quando acontece algum problema, a marca trabalha com o serviço de troca.

Após a instalação, o equipamento é monitorado para detectar qualquer tipo de problema. Para os clientes da Fairtec, a empresa vai oferecer um período de cinco anos de manutenção.

Investimento

Tanto a Rudnik quanto a Rakia enfatizam que não existe uma média de investimento para a instalação da energia fotovoltaica. O preço varia bastante, levando em consideração vários pontos, como a localização, a estrutura do telhado e o consumo da residência ou empresa. O retorno do investimento é previsto para cinco anos após a instalação.

Deixe uma resposta