Enrocamento na Beira Rio deverá ser finalizado até setembro

Oito pontos atingidos na enchente do ano passado serão restaurados

Enrocamento na Beira Rio deverá ser finalizado até setembro

Oito pontos atingidos na enchente do ano passado serão restaurados

Começou nesta semana o enrocamento nas margens da avenida Bepe Roza, a Beira Rio, em oito pontos atingidos pela enchente de outubro do ano passado. O objetivo da Secretaria de Obras é restaurar e prevenir maiores erosões nos trechos que compreendem o bairro Santa Terezinha ao Centro. O serviço deverá ser finalizado no começo de setembro.

A prefeitura informa que os pontos mais críticos são nas proximidades da academia Viva, no Santa Rita, onde a obra já iniciou, e em frente ao Fort Atacadista – local em que as calçadas também foram danificadas.

Próximo à academia, a extensão da via que recebe o enrocamento é de 30 metros. O serviço de colocação de pedras detonadas já iniciou e deve ser encerrado nos próximos 15 dias. Já ao entorno do supermercado, local de maior concentração de pedestres, a obra começará a ser executada em cerca de sete dias.

Geralmente, os pontos são de no máximo 30 metros e contarão com o serviço de cinco servidores. Há operadores de máquinas e motoristas. A Secretaria de Obras não tem uma estimativa de quanto será gasto, já que depende da quantidade de metros cúbicos de pedra detonadas que serão utilizadas e das horas de serviço das máquinas. O recurso é da prefeitura.

O governo ainda diz que o término da obra depende das condições climáticas e que o ideal seria fazer em toda a margem – do Jardim Maluche ao Santa Terezinha, mas que faltam recursos para toda a extensão.


Trânsito

Durante a obra, diariamente entre 6h e 17h, parte da avenida Bepe Roza ficará em meia pista. A Secretaria de Trânsito e Mobilidade colocou sinalização no local e auxiliará os pedestres e motoristas.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio