Entrevista: “É questão primordial ter o apoio da Câmara”, diz Prudêncio Neto

Candidato a prefeito de Brusque, Roberto Prudêncio Neto apresenta suas propostas e fala como será o relacionamento político da prefeitura caso seja eleito

Entrevista: “É questão primordial ter o apoio da Câmara”, diz Prudêncio Neto

Candidato a prefeito de Brusque, Roberto Prudêncio Neto apresenta suas propostas e fala como será o relacionamento político da prefeitura caso seja eleito

Roberto Prudêncio Neto, atual prefeito interino, é o candidato do PSD para as eleições indiretas do dia 30, escolhido por unanimidade na convenção partidária. Em sua primeira disputa a um cargo eletivo no poder Executivo, ele está confiante. “Espero a vitória no dia 30 de abril, com o Danilo Rezini. Estamos em conversação, temos um grupo muito forte, que está junto há bastante tempo, que quer mudanças e pensa na nova politica”. Ao Município Dia a Dia, ele comentou suas propostas de governo.

Por que quer ser o prefeito

“Para trabalhar em prol da nossa sociedade, o objetivo maior é o povo que aqui mora, temos muito a fazer por Brusque. Já fui diretor de Esporte e Cultura, diretor da SDR, secretário regional, vereador eleito e reeleito e presidente da Câmara. Apesar da pouca idade, temos muito a fazer, temos bagagem e experiência e, com as pessoas certas, vamos dar o que a população necessita. Há bastante tempo militamos na política, foi uma indicação unânime e o meu nome está à disposição. Vamos trabalhar em conjunto com a Câmara de Vereadores, órgãos governamentais e não governamentais, vamos escutar muito e agir bastante”.

Proposta principal

“A primeira é dar continuidade a todos os serviços essenciais. A primeira ideia nossa é o prolongamento da Beira Rio, que já estamos trabalhando. São quase 5 mil alunos que por ali passam, na região da Unifebe, o trânsito é um caos dentro da Santa Terezinha e da Santa Rita, queremos dar uma mobilidade maior ainda, além da questão das enchentes, que ela barraria. Também chamamos todo o primeiro escalão e a determinação é ter o gabinete do prefeito e do primeiro escalão sempre abertos à população, para ouvir as pessoas e dar o que elas necessitam, com muita responsabilidade”.

Projetos do governo anterior

“Já estou dando continuidade a todos os projetos em andamento, nada foi parado, nenhuma questão bloqueou qualquer projeto. Retiramos alguns projetos de pauta da Câmara justamente para avaliar aqui, mas com muita responsabilidade, pois ainda estamos nos inteirando da máquina pública, mas com certeza todos os projetos bons que ali estão vão ser reapresentados de pronto, logo. Daremos continuidade a todas as obras os serviços, e a tudo que foi acordado com o povo, como as parceiras de pavimentações, todos os pagamentos estão sendo feitos, de uma maneira responsável”.

Prioridade em infraestrutura

“A primeira é a mobilidade, dar continuidade ao prolongamento da Beira Rio, precisamos começar do outro lado da margem, no Jardim Maluche. Precisamos de um anel viário para caminhões e trânsito pesado, e tem as pequenas coisas, como a limpeza das ruas. Estamos continuando também as calçadas, precisamos fazer uma padronização em todas elas, e melhorar o trânsito, que é o necessário”.

Expansão de malha cicloviária

“Isso é muito importante, temos espaços para as bicicletas na Beira Rio, e com a Beira Rio sendo ampliada, também ampliaremos as ciclovias, o que é de suma importância, tanto para esporte quanto para lazer e saúde”.

Prioridade em Saúde

“Precisamos melhorar os postos de saúde, precisamos de material, de remédios. Já estamos fazendo um levantamento de como estava a saúde na nossa cidade, temos muito por fazer. Precisamos atender a população, a Policlínica tem que trabalhar integralmente, os postos de saúde ter condições de trabalho. Devemos fortalecer os hospitais, ter convênios e parcerias com eles. Trabalhamos nesta questão de trazer para cá a UTI Neonatal, já conversamos com o secretário [de estado da Saúde, João Paulo] Kleinubing, com a Unimed. A prefeitura tem que gerir, e na Saúde, como é uma área importantíssima, vamos ter vários braços com o SUS, com a Unimed, com os postos de saúde, hospitais e Ministério da Saúde, só com parceiras podemos melhorar e fomentar. A Saúde tem solução e vamos dar melhora de atendimento, e logo será sentido resultado”.

Prioridade em Educação

“Eu, como vereador, fui presidente da Comissão de Educação da Câmara, muito foi feito aqui no nosso município, temos que reconhecer isso, e muito tem que ser feito, principalmente em relação à situação das creches, temos que dar vagas para todas as crianças. Temos que intensificar a construção de creches e parcerias. A infraestrutura das escolas também precisa passar por várias reformas, que também estamos fazendo levantamento. Todas as escolas em construção serão continuadas. Estamos querendo fazer parcerias com as universidades, assim a gente pode alcançar um caminho muito mais amplo”.

Queda da arrecadação e de repasses

“O Brasil passa por uma grande crise econômica, o governo federal está em descrédito, o Brasil hoje está em descrédito com todos os outros países, e isso gera uma insegurança dos investidores, diminui o crédito, aumenta os juros, e quem sofre é o povo. Sabemos que as arrecadações caíram, não será arrecadado tanto aqui pela prefeitura quanto em anos anteriores, então nós temos que trabalhar com parcerias, com emendas de deputados, com convênios. Existem muitos investimentos a fundo perdido, e o nosso secretário de Desenvolvimento Econômico, o Luiz Carlos Rosin, já esteve em Brasília, vendo essa questão com o Ministério das Cidades, para buscar esses fundos a juros baixos e juro zero. Que a gente possa buscar, com os deputados das nossas região, emendas, para que consigamos suprir essa queda da arrecadação”.

Apoio da Câmara de Vereadores

“É de suma importância, temos que ter o apoio da Câmara, é questão primordial, a prefeitura tem que governar de mãos dados com os vereadores, senão não vai para frente. É um momento de união, temos que fazer um pacto por Brusque, todos os setores precisam trabalhar juntos, principalmente prefeitura e Câmara de Vereadores. Nós, com a maioria na Câmara, temos a governabilidade, e o prefeito tem que ter essa consciência de ter base de apoio na Câmara de Vereadores, senão a prefeitura não consegue se tocar sozinha”.

O papel dos partidos no governo

“A maioria dos secretários foi indicação técnica, pessoas de alto gabarito. Existe a indicação partidária, mas todas são de pessoas extremamente competentes e gabaritadas, e é assim que vamos tocar”.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio