Equatoriano inclui Brusque em sua viagem de moto pela América do Sul

Jonathan Soto se hospedou na casa de três amigos que conheceu pela internet

Equatoriano inclui Brusque em sua viagem de moto pela América do Sul

Jonathan Soto se hospedou na casa de três amigos que conheceu pela internet

Jonathan Soto, 28 anos, recém-formado em Jornalismo, optou por um passeio diferente: ele saiu pilotando sua moto no dia 10 de março para uma longa aventura. O rapaz é natural de Machala, no Equador, no Sul do país. “É conhecida mundialmente como a capital da produção de bananas”, explica. Para o jornalista, a viagem serve como uma divisão na sua vida, entre a fase de estudante e de profissional. Quando retornar ao seu país, pretende trabalhar em televisão.

O equatoriano pilota uma motocicleta de 200 cilindradas tipo offroad, viajando pela América do Sul. Saiu do Equador planejando passar pelo litoral brasileiro do Sul até o Rio de Janeiro, de lá pretende ir em direção à Venezuela, encerrando a viagem na Colômbia para voltar ao Equador. Jonathan já está a quatro meses na estrada. “Quando saí do Equador, pensei que entre ir e voltar daria uns dois meses, mas já se passaram quatro”, conta. Ele descobriu a cidade de Brusque quando abastecia a moto em um posto de combustível da região e ficou sabendo do Encontro Sul-Americano de Motociclistas, o Brusque Motorcycle, realizado no último fim de semana, 21 a 23 de junho.

Em Brusque, se hospedou na casa de três amigos que conheceu pela internet e também no encontro de motociclistas. Na segunda-feira, fez alguns reparos na moto, e terça-feira partiu em direção a Florianópolis e Guarda do Embaú. Durante a viagem ,Jonathan registra todos os lugares e posta em seu site. Através dele recebe convites de todas as partes do Brasil para visitar. “As pessoas me chamam ‘venha em minha casa’, e eu sempre estou em casa de pessoas que me convidam”, explica. Um pequeno texto sobre sua passagem por Brusque já está na página da internet. 

O jornalista destaca que sempre viajou pelo seu país, mas queria conhecer algo maior, por isso escolheu o Brasil como destino. Segundo ele, a experiência de vida com a viagem é inexplicável. “As pessoas são muito amáveis em todo o Brasil, sempre que paro para abastecer, pessoas conversam comigo. Gosto de conhecer as culturas, novas pessoas, também para aprender a falar português, no Brasil”, ressalta. A intenção é voltar ao Equador em dois meses. Para quem quiser acompanhar as aventuras desse viajante e os dias que esteve em Brusque, pode acessar o site www.haciaelfindelmundo.com


Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio