Equipe brusquense treina forte para segunda participação no Rally dos Sertões

Grupo 100% Amigos participa de um dos ralis mais prestigiados do mundo, em agosto

Equipe brusquense treina forte para segunda participação no Rally dos Sertões

Grupo 100% Amigos participa de um dos ralis mais prestigiados do mundo, em agosto

Brusque terá representação em um dos mais disputados e reconhecidos ralis do mundo. Pelo segundo ano consecutivo, a equipe 100% Amigos participa do Rally dos Sertões, que nesta edição cortará os estados de Goiás e Mato Grosso do Sul, no mês de agosto.

Faltam ainda mais de dois meses para o início da longa prova, que é dividida em sete etapas – cada uma em um dia diferente -, mas os brusquenses já trabalham muito em busca da melhor performance. Embora não vivam profissionalmente do rali, o grupo realiza treinos nos fins de semana percorrendo longas quilometragens, preparando para encarar os 2,9 mil km que aguarda os competidores.

Nesta edição, participarão dois pilotos de Brusque, em categorias de motos. Tanto Cesar Rafael Wilke quanto Aldo Rocha Junior participam da Marathon, mas enquanto Wilke compete na CRF 450, Rocha Junior disputa o Rally dos Sertões na classe CRF 230.

Chegar é o prêmio
Em uma competição exigente onde muitos pilotos não cruzam a linha de chegada, seja por problemas mecânicos ou cansaço, a chegada é uma vitória.

Esse será o principal prêmio para o grupo, segundo explica Wilke. “No ano passado, quando conseguimos completar, foi uma sensação de muita felicidade. A maioria dos pilotos vivem daquilo ali, e nós só conseguimos andar no fim de semana”, diz.

Escolhido pela primeira vez como destino final do Rally dos Sertões, Mato Grosso do Sul acerta todos os detalhes para recepcionar os competidores da maior prova off road do Brasil e uma das maiores do mundo. A competição, que comemora 25 anos, será realizada entre os dias 16 e 26 de agosto, terá 2.793 quilômetros e passará por três estados (Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul).

Depois da largada em Goiânia, dia 20 de agosto, a caravana da prova segue em direção a Goianésia (GO), Santa Terezinha de Goiás (GO) e Aruanã (GO). Depois vai para Barra do Garças (MT), e entra no Mato Grosso do Sul, onde serão realizadas as três últimas etapas, em Coxim (MS), Aquidauana (MS) e a chegada em Bonito (MS).

Grupo fechado

Divulgação

Quem acompanha de fora o desempenho corajoso dos pilotos pode não saber, mas para que tudo dê certo é necessário um grupo seleto de abnegados parceiros de corrida. Na 100% Amigos, por exemplo, além dos dois pilotos estão mais seis pessoas responsável pela logística durante os sete dias de prova.

Encabeçando a turma está o chefe de equipe Elvis Becker, com a grande responsabilidade de organizar tudo antes, durante e após a competição. O mecênico Fernando Sbardellati terá uma das funções mais exigidas, principalmente devido à longa duração do evento.

Rodrigo Hodecker vai dividir as responsabilidades: é o motorista do motorhome, onde a equipe passará as noites e recuperará as energias, e também o cozinheiro – com excelentes referências. Já Irineu Pereira e Valter Muller dirigem as caminhonetes de apoio.

Esse staff tem um trabalho imenso durante os dias de prova. Precisam estudar os percursos, preparar as refeições e o local de alojamento, deslocar de maneira cuidadosa para se antecipar aos pilotos e resolver problemas mecânicos e outras demandas.

Wilke e Rocha Junior terão um trajeto solitário disputando suas categorias, mas para que isso seja possível é necessário o esforço de muita gente. “Não só a equipe fará parte do nosso trajeto, mas também patrocinadores e familiares que nos apoiaram até aqui”, diz Wilke.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio