Escola Augusta Knorring é bicampeã do Campeonato Nacional de Bandas e Fanfarras

Paixão pela música deu ao grupo o segundo título consecutivo de melhor banda de Percussão Marcial do país na categoria infantil

Escola Augusta Knorring é bicampeã do Campeonato Nacional de Bandas e Fanfarras

Paixão pela música deu ao grupo o segundo título consecutivo de melhor banda de Percussão Marcial do país na categoria infantil

Pelo segundo ano consecutivo, a banda de Percussão Marcial da Escola de Ensino Fundamental Augusta Knorring, bairro Steffen, venceram o campeonato nacional de bandas e fanfarras, realizado no último fim de semana, em Presidente Prudente, São Paulo. O grupo, composto por 38 alunos, subiu no palco com quatro peças musicais e levou o primeiro lugar na categoria infantil. De acordo com o professor e coordenador do grupo, Luciano Furtado, a intenção não é competir e sim mostrar o trabalho que vem sendo realizado na escola desde 2010. 
Diferente do ano passado, o grupo foi o último a apresentar todo o enredo musical ensaiado durante o ano. Com quatro músicas clássicas e 20 minutos para dar o melhor de si, os alunos fizeram uma apresentação que conquistou não só os jurados, como também o próprio coordenador do grupo. ” A gente sabe a qualidade da banda, mesmo assim, não tínhamos noção do que vinha pela frente. Fiquei feliz quando vi no prêmio, o reflexo da dedicação dos alunos durante os ensaios”. 

Mas essa segurança do professor não foi suficiente para conter o nervosismo dos alunos. Sandy Ceratti, que participou pela primeira vez, confessou estar bastante nervosa no início, mas quando subiu ao palco sua autoconfiança falou mais alto. “Botei na cabeça que ia vencer, que assim como todo o grupo, eu daria o meu melhor. Quando terminamos nossa apresentação, tirei um peso de mim, mas conseguimos”.
Assim como no último ano, a direção da escola estava tranquila em relação a competição. Segundo a diretora, Graziela Maffezzolli, o prêmio foi reflexo de um trabalho exaustivo de um ano inteiro, tanto dos alunos, como do regente da banda”. 
O projeto de musicalização escolar está em funcionamento há dois anos e acontece no contraturno escolar com alunos do 6° ano a 8° série. Durante os ensaios, os estudantes aprendem sobre teoria musical, percussão melódica e instrumentos de sons indefinidos. “Esse trabalho surgiu com a necessidade de proporcionar atividades extracurriculares no ambiente escolar”, afirma o coordenador do projeto que também já notou uma evolução no aprendizado e desempenho dos estudantes. ” A música é muito importante porque ajuda a desenvolver a percepção e concentração deles”.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio