Escolas estaduais sentem impacto nas matrículas após fim do Ensino Médio no João Hassmann

Escola municipal não terá mais aulas à noite para o segundo grau em 2019

Escolas estaduais sentem impacto nas matrículas após fim do Ensino Médio no João Hassmann

Escola municipal não terá mais aulas à noite para o segundo grau em 2019

O fim do Ensino Médio na Escola de Educação Básica (EEB) João Hassmann a partir do ano que vem trouxe consequências para a rede estadual. As escolas mais próximas já receberam um volume acima do normal de matrículas para 2019, o que, em parte, deve-se à mudança na unidade do bairro Guarani.

A Prefeitura de Brusque decidiu encerrar o Ensino Médio, que era oferecido no período noturno, a partir de 2019. O motivo é uma ação em que o Ministério Público sustenta que o município deve cuidar apenas do Ensino Fundamental, conforme justificativa apresentada à época do anúncio.

O término do Ensino Médio no João Hassmann deixou os estudantes do Guarani sem escola com segundo grau. Uma das mais próximas é a EEB Dom João Becker, no Jardim Maluche.

De acordo com a assessora de direção Juliana Frisch, cerca de 100 matrículas de alunos oriundos do colégio Guarani foram recebidas. Praticamente todos optaram pelo período noturno. O número é considerado elevado.

A EEB Monsenhor Gregório Locks, no bairro Dom Joaquim, é outra escola estadual para onde migraram os alunos que estudavam no João Hassmann. O assessor de direção Bento Sgrott também confirma um aumento bastante significativo de matrículas.

Segundo Sgrott, muitos estudantes do bairro Rio Branco que iriam para o João Hassmann também estão indo para o Gregório Locks por proximidade. Ele não sabe informar o número aproximado de crescimento.

A EEB Feliciano Pires, no Centro, bem mais distante do João Hassmann, não sentiu aumento significativo na quantidade de matrículas para 2019. A escola também não soube informar uma estimativa, mas, no cômputo geral, não houve crescimento fora da curva.

Transporte escolar
Alguns alunos que se matricularam na escola Gregório Locks não sabem como ficará o transporte escola. A Secretaria de Educação de Brusque informa que não dará o transporte especificamente para esta situação, por isso é necessário cada um, individualmente, solicitá-lo.

Tem direito ao transporte escolar o estudante que mora a mais de 3 quilômetros de distância da escola. Para solicitar e verificar a viabilidade é preciso levar atestado de frequência escolar de 2019 (pego na escola) e comprovante de residência no setor responsável.

O Programa Municipal do Transporte Escolar (PMUTE) fica dentro da Arena Brusque. O telefone para tirar dúvidas é 3351-3877.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio