Conteúdo exclusivo para assinantes
Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Esperidião Amin critica intervenção federal no Rio de Janeiro

Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Esperidião Amin critica intervenção federal no Rio de Janeiro

Raul Sartori

Contra
O deputado federal Esperidião Amin (PP-SC) antecipou ao blog O Antagonista que votaria (e o fez) contra o decreto da intervenção federal na segurança do Rio. Justifica: “O Rio continua com a mesma Assembleia Legislativa, com o mesmo TJ, com o mesmo Tribunal de Contas. Os ninhos de cobras continuam lá. E de repente um general vai promover um ciclo virtuoso no Estado? O que o general vai fazer? A corrupção da PM carioca vai desparecer? Vão corromper o Exército brasileiro”. Para o congressista, a decisão de Michel Temer é “absolutamente politiqueira” e só foi tomada porque se trata do Rio de Janeiro, governado pelo partido dele, o MDB.

Primeiras medidas
O governador Eduardo Pinho Moreira apresenta as primeiras medidas do seu plano de governo, hoje, às 10h, no seu gabinete, no Centro Administrativo, em entrevista coletiva. Reforçará o compromisso de responsabilidade de gestão com todas as regiões de SC, assumido na sua posse, sexta-feira.

O jabuti
O serviço de inteligência a serviço da coluna descobriu que foi o deputado estadual Marcos Vieira (PSDB), como presidente da Comissão de Finanças, quem subiu na árvore e apôs um “jabuti” na medida provisória do Executivo que disciplinava a instituição do Programa Catarinense de Recuperação Fiscal (Refis), permitindo aos portadores de títulos vencidos da SC Participação e Investimentos (Invesc), emitidos na gestão de Paulo Afonso (1995-99) usá-los para pagar débitos do ICMS. Se a compensação passasse (Raimundo Colombo vetou-a, mas o Legislativo derrubou-a, obrigando-o a pedir sua inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal), comprometeria em cerca de um terço (R$ 7 bilhões) o orçamento do Estado para este ano, de R$ 20 bilhões.

Pré-candidato
Noticiam os potins políticos que Gustavo Franco, ex-presidente do Banco Central e um dos idealizadores do Plano Real, vai rodar pelo Brasil divulgando as ideias do Partido Novo, do qual é seu mais novo e já maior expoente. O roteiro será aberto em SC, no início de março, com palestras.

Mérito
Começou na base do atacado a concessão da mais recente honraria do governo catarinense, a Medalha do Mérito Governador Luiz Henrique. Os primeiros a recebê-la são o governo da República Democrática da Alemanha, Grupo Weg, embaixador Abelardo Arantes, engenheiro Carlos Alberto Schneider e Ivete Appel da Silveira, viúva do falecido senador e ex-governador Luiz Henrique da Silveira. Todos em retribuição “aos relevantes serviços prestados ao Estado”.

Fama internacional
A startup florianopolitana Gntech, que faz teste farmacogenético para o sistema nervoso central, permitindo uma melhor escolha do medicamento e a dosagem certa a partir da análise de 25 genes sequenciados, levou seu co-fundador, o médico psiquiatra Guido Boabaid May, a dar uma elucidativa entrevista, em Nova Iorque, para o programa “Manhattan Conection”, exibido domingo na Globo News. Um dos pacientes recentes mais ilustres de May foi o jornalista Jorge Pontual, da sucursal da Globo em Nova Iorque, que durante 40 anos tomou a medicação errada para atenuar sua depressão.

Comércio criminoso
Empresários do ramo de pescadores de SC e Rio Grande do Sul foram condenados a pagar R$ 1,4 milhão (valores de 2008) por comercializarem barbatanas de tubarão e raias de espécies ameaçadas. O produto, que custa mais de US$ 80 ao quilo e se destinava à exportação, vem tendo consumo cativo com a divulgação de que, na secular medicina chinesa, tem propriedades medicinais e afrodisíacas.

Herança
O blumenauense Tiago Splitter, que nesta semana anunciou o fim de sua carreira nas quadras de basquetebol aos 33 anos, não deixará a modalidade. Em Blumenau ele criou recentemente o Instituto Tiago Splitter, coordenado por seu irmão, Marcelo, que já conta com 100 jovens jogadores em diferentes categorias.

Transporte aéreo
A demanda por transporte aéreo no Brasil poderá triplicar nos próximos 20 anos caso haja políticas eficientes de infraestrutura, diz estudo da Secretaria Nacional de Aviação Civil em parceria com a UFSC. A quantidade de passageiros nos aeroportos brasileiros, em voos domésticos e internacionais, poderá chegar a 700 milhões em 2037. Mas este cenário otimista só ocorrerá se houver redução no preço médio das passagens, por exemplo. Caso contrário, a estimativa é que a demanda deve dobrar em 20 anos, com um crescimento acumulado de 99%.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio