Espetáculo “Escutaqui” terá mais duas sessões gratuitas

Montagem estreou com sessão lotada; novas apresentações acontecem no Pavilhão São Cristóvão e na Câmara de Vereadores

Espetáculo “Escutaqui” terá mais duas sessões gratuitas

Montagem estreou com sessão lotada; novas apresentações acontecem no Pavilhão São Cristóvão e na Câmara de Vereadores

Trude e Rubens arrancaram muitas gargalhadas e proporcionaram momentos de nostalgia e emoção ao grande público que assistiu à estreia de “Escutaqui” em Guabiruba, em outubro.

A plateia foi formada por alunos, professores e servidores da escola Professor João Boos, bem como por outros espectadores da comunidade, que logo se identificaram com os trejeitos, o sotaque, os dizeres e o carisma do casal de idosos que protagoniza o espetáculo. Vividos pelos atores Jenifer Schlindwein e Luís Gustavo Brusque, eles voltam à cena nesta quinta-feira, 23, e no domingo, 26.

Na quinta-feira o espetáculo será no Pavilhão São Cristóvão, bairro Aymoré, às 15h, em apresentação especial para o Clube dos Idosos. Já no domingo, o evento acontece na sede da Câmara de Vereadores de Guabiruba, no Centro, às 16h30. As duas sessões são gratuitas e indicadas para todas as idades.

O espetáculo
Trude é a casada há muitos anos com Rubens, com quem divide uma vida inteira de memórias imortalizadas num velho álbum de fotografias. Em “Escutaqui”, o casal fictício revive e compartilha com a plateia momentos que marcaram o relacionamento deles e a própria história de Guabiruba, como a enchente de 1984, as finais dos jogos comunitários e a morte de um saudoso prefeito.

A proposta de trazer à cena a tradição e a cultura guabirubense foi delineada por Jenifer Schlindwein e Luís Gustavo Brusque, acadêmicos de Teatro da Universidade Regional de Blumenau (Furb). O texto dramatúrgico foi escrito por Vitor Hochsprung, poeta e estudante de Letras da Furb, e a direção do espetáculo está a cargo de Jéssica Marta Dornelles, atriz formada em Teatro pela mesma instituição de ensino.

“Escutaqui” é um projeto contemplado com recursos do V Fundo Municipal de Apoio a Cultura de Guabiruba, por meio da prefeitura e Fundação Cultural. O processo criativo envolveu a realização de uma série de entrevistas com personagens reais do município, pesquisa literária, redação da peça, improvisações e proposição de situações para ambiente cênico, pesquisa da trilha sonora, confecção de cenário, dentre outras ações.

A proposta, explica Jenifer, proponente do projeto, foi conceber um trabalho no qual a arte cênica se fundisse às singularidades de Guabiruba, valorizando sua história e seu povo: “Além de criarmos a nossa própria arte, buscamos preservar o patrimônio imaterial de Guabiruba, a cultura local e sua identidade, propagar este conteúdo a diversas gerações e fomentar a produção teatral na cidade”, afirma a atriz.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio